21:49 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    13202
    Nos siga no

    Los-Angeles corre o risco de ter suas chances de sediar os Jogos Olímpicos de 2024 significativamente reduzidas, devido à ampla campanha promovida nos últimos meses pelos EUA contra atletas russos, informou a agência Reuters, citando fontes no Comitê Olímpico Internacional (COI).

    De acordo com a publicação, três membros do COI teriam confessado que a ativa interferência dos EUA no trabalho da comissão independente da Agência Mundial Antidoping (WADA), liderada pelo advogado canadense Richard McLaren, manchou a imagem do COI e as expectativas para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

    Nas palavras de um dos membros do COI entrevistados pela Reuters, a candidatura de Los Angeles “sofrerá algumas consequências desse fato”.

    Além disso, o COI não teria ficado contente com uma ação movida pelo Ministério da Justiça dos EUA contra altos executivos da Federação Internacional de Futebol (FIFA) – organização intimamente ligada ao COI.

    Vale lembrar, que na véspera da Olimpíada no Rio, a comissão de McLaren recomendou que o COI afastasse toda a delegação da Rússia dos Jogos, alegando que o governo do país teria executado um amplo programa de doping em seus atletas. O COI, no entanto, decidiu não afastar toda a equipe russa, deixando a cargo das federações a aprovação de atletas para as competições. Em consequência disso, vários atletas russos com histórico de doping foram afastados dos Jogos, deixando a seleção da Rússia desfalcadas em diversas modalidades esportivas.

    Mais:

    Encontrado 'doping secreto' do 23 vezes campeão olímpico Michael Phelps
    COI defende afastamento vitalício das Olimpíadas para atletas pegos no doping
    New York Times: acusações de doping na Olimpíada trazem lembranças da Guerra Fria
    Tags:
    candidatura, campanha, Olimpíada, Jogos Olímpicos, Comité Olímpico Internacional (COI), Rússia, Los Angeles, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar