14:28 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    9121
    Nos siga no

    A imprensa da Rússia lançou um projeto chamado #вопреки (#apesar) em apoio aos atletas paralímpicos russos, impedidos de participar dos Jogos Rio 2016 em virtude do escândalo de doping que atingiu o país. Graças a essa iniciativa, os mais prejudicados por essa proibição têm tido a oportunidade de se expressar diante do mundo inteiro.

    Elena Gorlova, lançadora de disco bicampeã da Rússia, se dirigiu ao chefe do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), Philip Craven, pedindo uma explicação razoável sobre a suspensão de toda a delegação russa das Paralimpíadas do Rio de Janeiro.

    Nas redes sociais, pouco após o início da campanha, vários órgãos de mídia, atletas, instituições, autoridades e simpatizantes começaram a publicar mensagens no Twitter com a hashtag #apesar (#вопреки), mostrando que os atletas paralímpicos continuam sonhando em participar dos Jogos no Rio, mesmo com a suspensão da delegação.

    Nos últimos Jogos Paralímpicos, em Londres, a Rússia terminou em segundo lugar no quadro geral de medalhas, com 36 ouros, 39 pratas e 27 bronzes. A China ficou na primeira posição.

    Mais:

    Casas dos países vão permanecer no Rio durante Paralimpíadas
    'Olimpíadas são um grande sucesso e Paralimpíadas também serão'
    Brasil terá o maior time Paralímpico da história e participando de todas as modalidades
    Comitê Paralímpico Russo não recebeu provas do relatório McLaren sobre doping na Rússia
    Atleta brasileiro de futebol paralímpico se solidariza com colegas russos
    Tags:
    Rio 2016, Jogos Paralímpicos, Paralimpíadas, Comitê Paralímpico Internacional, IPC, Rio de Janeiro, Brasil, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar