05:39 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Torcecedores argentinos em Brasília durante a Copa do Mundo FIFA de 2014

    Seleção de Futebol da Argentina apresenta lista de convocados para as Olimpíadas

    Valter Campanato/ Agência Brasil
    Esportes
    URL curta
    0 3744 0 0

    Em meio a diversas polêmicas, a Associação de Futebol da Argentina (AFA) apresentou nesta quinta-feira, 14, a lista definitiva dos jogadores que disputarão os Jogos Olímpicos.

    Após algumas semanas de incertezas, que incluíram a derrota para o Chile na final da Copa América Centenário e a renúncia do treinador Gerardo Martino, o novo comandante da equipe, Julio Olarticoechea, divulgou os nomes dos 22 convocados, sendo quatro substitutos, para a Rio 2016.

    Como já era esperado, nenhum dos principais destaques do país estará presente nas Olimpíadas.

    Goleiros: Gerónimo Rulli (Real Sociedad) e Axel Werner (Atlético Rafaela).

    Defesa: José Luis Gómez (Lanús), Lisandro Magallán (Boca), Víctor Cuesta (Independiente), Lautaro Giannetti (Vélez), Alexis Soto (Banfield) e Leandro Vega (River).

    Meio-campo: Mauricio Martínez (Rosario Central), Santiago Ascacibar (Estudiantes de La Plata), Joaquín Arzura (River), Lucas Romero (Cruzeiro), Giovani Lo Celso (Rosario Central) e Manuel Lanzini (West Ham).

    Ataque: Ángel Correa (Atlético de Madrid), Cristian Espinoza (Huracán), Jonathan Calleri (São Paulo) e Giovanni Simeone (River).

    Além desses, também estão na lista o goleiro Luis Unsain (Newell's), o volante Nicolás Tripichio (Vélez) e os atacantes Martín Benítez (Independiente) e Cristian Pavón (Boca), que poderão ser incorporados ao grupo em caso de lesões. 

    Mais:

    Futebol: Putin concede cidadania russa ao brasileiro Mário Fernandes
    Rússia pode dissolver sua seleção de futebol depois do fracasso na Eurocopa
    Messi é condenado a 21 meses
    As cores da torcida da Copa América
    Tags:
    Jogos Olímpicos, Associação de Futebol da Argentina (AFA), Rio de Janeiro, Brasil, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik