18:20 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Torcida russa na Euro 2016

    Resenha: A Eurocopa, os hooligans e a russofobia

    © Sputnik / Vitaliy Belousov
    Esportes
    URL curta
    Euro 2016 (52)
    320
    Nos siga no

    A derrota da Rússia para a Eslováquia na última quarta-feira, 15, deixou a seleção do técnico Leonid Slutsky em situação muito complicada no grupo F da Eurocopa. E, se dentro de campo as coisas não vão bem para o país que sediará a próxima Copa do Mundo, fora dele também não.

    Alexander Kokorin, Tomas Hubocan e a bola
    © AFP 2019 / FRANCOIS LO PRESTI
    Com apenas 1 ponto em dois jogos, a equipe russa depende de uma combinação de resultados para se classificar para a próxima fase do campeonato europeu. Acima de tudo, precisa fazer a sua parte e derrotar Gales na próxima segunda-feira. Mas a vitória é algo que os russos desconhecem desde o final de março, quando derrotaram os lituanos por 3 a 0 em Moscou, em partida amistosa.

    Para um país que vai sediar o próximo mundial e que vem investindo muito no desenvolvimento do seu futebol, os resultados conquistados até o momento podem ser considerados frustrantes. O tempo é curto e o atual elenco não dispõe de muitos talentos. Mas, no gramado, o que a Euro 2016 está mostrando para a Rússia é que as coisas precisam mudar, que a preparação da equipe precisa ser repensada.

    Fora dos gramados, os motivos de preocupação são ainda maiores. Com sua imagem manchada por alguns tristes episódios envolvendo seus torcedores, a Rússia volta a ser alvo de ataques implacáveis da mídia ocidental, que parece quase ignorar a existência de hooligans não russos ou sua presença na França. Como se não bastasse a UEFA ameaçar o país de desqualificação por conta dos seus torcedores, os recentes eventos também vêm sendo utilizados como novo combustível por aqueles que querem a todo custo tirar da Rússia o direito de sediar a Copa do Mundo de 2018. 

    "Nós podemos ver as coisas que a mídia inglesa está falando, dizendo que a Copa tem que ser retirada da Rússia", disse o atacante russo Artem Dzyuba em coletiva de imprensa antes do jogo contra a Eslováquia. "Não queremos ser excluídos da Eurocopa. Nossos torcedores têm que estar focados apenas em nos dar força durante o torneio. Mas não estamos em um campeonato de luta de rua. Vamos parar de falar disso, vamos falar do campeonato de futebol".

    Nesta quinta-feira, a justiça da França informou que três torcedores russos serão presos e outros 20 deportados em razão dos distúrbios provocados no país.  

    Tema:
    Euro 2016 (52)

    Mais:

    Euro 2016: Quod licet britânicos, non licet russos
    UEFA desclassifica condicionalmente seleção russa até o fim do Euro 2016
    Alemães e ucranianos brigam antes de jogo pela Euro 2016 (VíDEO)
    Rússia estreia na Euro 2016 com gol de empate nos acréscimos
    Tags:
    russofobia, hooligans, Euro 2016, Eurocopa, Leonid Slutsky, Artem Dzyuba, Lituânia, Moscou, Eslováquia, País de Gales, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar