23:53 05 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Mascotes jogos Olímpicos Rio 2016
    Divulgação/Alex Ferro

    Jogos do Rio 2016 à vista: Mais polícia nas ruas para reduzir criminalidade

    Esportes
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    341
    Nos siga no

    A menos de 5 meses para o início dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro anunciou novas medidas para ajudar a reforçar o policiamento nas ruas do Estado.

    A decisão chega após o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, ter acesso às informações sobre o último balanço dos índices de criminalidade de fevereiro e março no Rio, que registraram aumento no número de casos de roubos a veículos e a pedestres nas ruas.

    Em conversa com a mídia, Beltrame informou que o patrulhamento no Rio vai contar com agentes dos batalhões de choque e de grandes eventos, e que, como novidade, também serão usados 700 policiais que atuam no setor administrativo e vão passar a intercalar as ações nas ruas com suas funções internas.

     

    “Um fato de que nós nunca tínhamos lançado mão – mas há necessidade de se fazer isso – são os funcionários que estão no expediente, que também virão para as ruas num sistema intercalado, terças e quintas, segundas e quartas. Policiais do setor administrativo também terão que cumprir uma cota de policiamento de rua, e a Polícia Civil vai fazer um foco muito grande na receptação, seja na receptação de carros roubados, de ouro, de celulares ou de qualquer equipamento que tenha sido furtado.”

    O secretário de Segurança aproveitou e voltou a pedir mudanças nas leis para que o trabalho da Polícia Militar no Estado não seja feito em vão. José Mariano Beltrame citou como exemplo a apreensão de 89 menores infratores que vêm agindo contra pedestres na Avenida Rio Branco, Centro Financeiro do Rio de Janeiro.

    Desde o ano passado Beltrame apoia junto à Câmara dos Deputados a votação de um pacote de medidas pedindo penas mais severas para menores infratores reincidentes ou que praticarem crimes hediondos, a maiores que levem menores ao cometimento de crimes e a matadores de policiais.

    Tema:
    Rio 2016 (253)

    Mais:

    Dilma: zika não compromete Jogos Olímpicos no Rio
    Comitê Rio 2016 nega risco de infestação de Aedes Aegypti durante Jogos Olímpicos
    Jogos Olímpicos e mais o quê? Veja dez datas importantes do esporte em 2016
    Tags:
    Olimpíadas, crimes hediondos, esportes, criminalidade, Jogos Olímpicos, segurança, José Mariano Beltrame, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar