Fernando Haddad, candidato a presidente pelo PT, durante participação no Festival Lula Livre, em São Paulo

Haddad pode surpreender na reta final, afirma especialista

© Foto/ Ricardo Stuckert
Eleições 2018
URL curta
758550
Nos siga no

Apesar do candidato de direita, Jair Bolsonaro, figurar como favorito no segundo turno do pleito no domingo (28), Fernando Haddad conseguiu diminuir a diferença de votos, conforme as últimas pesquisas.

O jornalista argentino Darío Pignotti destacou à Sputnik Mundo que nas próximas horas é esperada uma manifestação de apoio de Ciro Gomes ao candidato do Partido dos Trabalhadores. 

Fernando Haddad (à esquerda) e Jair Bolsonaro (à direita) disputam o segundo turno das eleições presidenciais no Brasil em 2018
© AP Photo / Silvia Izquierdo
Na reta final para o segundo turno, o candidato petista está conseguindo reduzir a vantagem em relação a Jair Bolsonaro – é isso que sinalizam as sondagens. 

"Quanto mais se conhece Bolsonaro, menos se vota nele", disse Pignotti.

Ele apontou uma das causas dessa reviravolta nas eleições: o escândalo da propagação de notícias falsas contra Haddad por grupos favoráveis a Bolsonaro. 

Além disso, Pignotti ressaltou que a grande mídia começou a disparar críticas contra o capitão aposentado.

"Todos os principais jornais — Folha de São Paulo, Globo e Estadão — estiveram envolvidos no golpe híbrido contra Dilma Rousseff", destacou o jornalista, acrescentando que a mídia percebeu que criou terreno fértil para a extrema-direita crescer e que ela própria pode ser a próxima vítima de um regime autoritário, e não apenas os petistas e as minorias.

Pignotti disse que, depois da declaração de voto de Marina Silva em Haddad, a expectativa agora é que Ciro Gomes, que ficou em terceiro lugar no primeiro turno, manifeste-se explicitamente a favor do candidato petista.

Mais:

As Fake News podem influenciar as eleições no Brasil?
Brasil e Irã desenvolvem nova estratégia de agronegócio e alavancam cooperação
Tiros e gritaria: Brasil está pronto para flexibilizar acesso a armas de fogo?
Tags:
presidente, eleições, mídia, Jair Bolsonaro, Ciro Gomes, Fernando Haddad, Marina Silva, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik
  • Comentar