Urna eletrônica no Brasil (foto referencial)

Primeiras seções eleitorais abrem no Brasil

CC BY 2.0 / Agência Senado/Marri Nogueira / Eleições
Eleições 2018
URL curta
1702

Hoje, em 7 de outubro, no Brasil se realiza o primeiro turno das eleições presidenciais mais disputadas desde 1989. As seções eleitorais, prontas para receber quase 150 milhões de eleitores, abrem às 8h00, devendo assim permanecer até às 17h00 dos horários locais.

O número de eleitores nesse ano cresceu 3,1% em relação às últimas presidenciais. Além de uma disputa acirrada entre os candidatos à corrida eleitoral, liderada por Jair Bolsonaro, do PSL, os brasileiros também vão escolher os governadores, senadores, deputados federais e estaduais.

Acompanhe a cobertura direta do pleito feita pela Sputnik Brasil.

Ordenar as mensagens
  • 23:55

    Maranhão reelege Flávio Dino com 59,31%

    Já no 1º turno, Flávio Dino (PCdoB) conseguiu se reeleger como governador do Maranhão. Sua adversária, Roseana Sarney (MDB) ficou em segundo lugar com 30,04% dos votos.

    Quase todas as seções eleitorais foram apuradas, somando mais de 99%.

  • 23:32

    PT e PSB lideram número de governadores eleitos no 1º turno

    Com 3 governadores eleitos cada um, o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Socialista Brasileiro (PSB), foram os partidos que mais elegeram seus candidatos para os governos dos estados.

    O PT elegeu Rui Costa, na Bahia, Camilo, no Ceará e Wellington Dias, no Piauí.

    Já o PSB elegeu Paulo Câmara, em Pernambuco, João Azevedo, na Paraíba e Renato Casagrande, no Espírito Santo.

    O único partido além dos dois a eleger mais de um governador no 1º turno foi o Democratas (DEM), que teve eleitos Ronaldo Caiado, em Goiás, e Mauro Mendes, no Mato Grosso.

    Apesar da liderança, o PT só tem mais um candidato no segundo turno, enquanto o PSDB levou 6 canditos para a segunda parte do pleito nos estados.

  • 22:37

    Haddad alerta sobre risco à democracia e à Constituição nas eleições de 2018

    Em seu 1º pronunciamento após a confirmação no 2º turno, o candidato à Presidência, Fernando Haddad(PT) se disse desafiado pelos resultados das eleições Brasil afora.

    Ele acredita que esses resultados mostram um risco para o Brasil:

    "[Os resultados das eleições ] nos fazem atentar para os riscos que a democracia no Brasil corre". 

    Haddad ainda chamou seu lugar no segundo turno das eleições ao lado de Jair Bolsonaro (PSL) de uma "oportunidade inestimável".

    "Nós queremos unir as pessoas que têm atenção ao pobres deste país tão desigual. Nós queremos um projeto amplo para o Brasil, profundamente democrático. Mas também que busque de forma incansável justiça social", afirmou.

    Ele ainda apontou que o PT pretende levar a soberania popular e nacional como prioridades de seu possível governo. 

    "Iniciaremos amanhã a campanha para sermos vitoriosos no 2º turno", enfatizou o candidato do PT.

    "Há muita coisa em jogo no Brasil em 2018. É uma eleição incomum, muito diferente do que aconteceu de 1989 para cá. É uma eleição muito diferente de todas que nós participamos", disse Haddad, que ainda afirmou que a eleição põe e risco o pacto da Constituição de 1988.

    Ele ressaltou que a única arma utilizada pelo PT nesta disputa será o argumento, em clara referência ao discurso armamentista de seu adversário no 2º turno.

    A votação que definirá o próximo presidente do Brasil será realizada em 28 de outubro.

  • 22:21

    SP: Marcio França surpreende e enfrentará João Doria no 2º turno

    A arrancada final da campanha de Marcio França (PSB) conseguiu superar Paulo Skaf (MDB) e colocar o candidato no segundo turno da disputa eleitoral pelo governo de Sâo Paulo.

    A diferença entre os dois candidatos foi de pouco mais de 70 mil votos.

    Com as urnas quase totalmente apuradas, João Doria (PSDB) manteve a tendência e atingiu 31,76% dos votos. Marcio França conseguiu 21,49%.

  • 22:15

    1ª deputada federal indígena é eleita por Roraima

    A deputada Joênia Wapichana (Rede) foi eleita por Roraima a 1ª mulher indígena da história da Câmara dos Deputados. Havia 36 anos desde que o último represente indígena foi eleito para a câmara baixa do Congresso Nacional.

  • 22:03

    Jair Bolsonaro acusa PT de terrorismo no nordeste em pronunciamento sobre 2º turno

    O líder das eleições presidenciais de 2018, Jair Bolsonaro (PSL), fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook ao lado de uma intérprete de libras de seu consultor de Economia, Paulo Guedes, e seu candidato à vice-presidência, que caminhava no fundo.

    Em 20 minutos no ar, a transmissão chegou a mais de 2 milhões de visualizações e 181 mil compartilhamentos. 

    O pronunciamento durou 15 minutos e citou denúncias de fraude em urnas eleitorais, defendendo sua proposta de votos impressos.

    Bolsonaro também agradeceu os eleitores pela vitória na maioria das regiões, afirmando que acredita que o desempenho no Nordeste, onde perdeu para Fernando Haddad, deverá lhe garantir mais votos no 2º turno.

    "O que quero para o Nordeste é realmente uma região, que através do seu povo humilde, conservador e trabalhador fique livre da mentira, da coação, [...] que sempre existiu por parte do PT por ocasião de eleições. Fazem [o PT] verdadeiro terrorismo em cima desses que pertencem a uma das regiões mais humildes do Brasil", disse Bolsonaro.

    As fraudes citadas por ele, levantadas por vídeos que circulam na internet, no entanto, foram desmentidas e acusadas de montagem pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais.

  • 21:53

    Acompanhe a coletiva sobre as eleições

  • 21:50

    Rio Grande do Sul terá 2º turno entre PSDB e DEM

    Com 99% das urnas apuradas no estado, Eduardo Leite (PSDB) e José Ivo Sartori (MDB), disputarão o 2º turno das eleições.

    A votação foi apertada. Eduardo leite lidera com 35,89% (PSDB) e Sartori (MDB) tem 31,12%. Em terceiro lugar, o candidato petista Miguel Rossetto tem 17,76%.

  • 21:45

    Bolsonaro e Haddad falam sobre a disputa do 2º turno (VÍDEO)

  • 21:38

    Paraná elege Ratinho Junior como governador com maior votação do Sudeste

    O candidato Ratinho Junior (PSD) teve umas das votações mais expressivas no estados brasileiros. Ele foi eleito em 1º turno com 59,99% dos votos, a maior votação do sudeste. Já são 99% das urnas apuradas no estado.

  • 21:26

    Romeu Zema surpreende e lidera em MG; 2º turno será contra Anastasia

    Em Minas Gerais o empresário Romeu Zema (NOVO), um dos candidatos mais ricos do Brasil nas eleições de 2018, lidera com 42,9% dos votos. Ele enfrentará,  no próximo dia 28, Antonio Anastasia (PSDB), que registra 29,04% dos votos.

    O TSE já apurou 99% das urnas eletrônicas no estado.

  • 21:16

    Wilson Witzel e Eduardo Paes vão ao 2º turno no Rio

    Com 97% das urnas apuradas no estado, Wilson Witzel (PSC) tem quase o dobro dos votos de Eduardo Paes (DEM), mas os dois disputarão o 2º turno no próximo dia 28.

    Witzel tem 41,27% dos votos, enquanto Eduardo Paes, 19,51%. Em terceiro, Tarcísio Motta (PSOL), com 10,75%.

  • 20:54

    TSE confirma: 2º turno será entre Bolsonaro e Haddad

    Com 95,57% das urnas apuradas, o Tribunal Superior Eleitoral confirma que Jair Bolsonaro (PSL), com 46,7% dos votos e Fernando Haddad (PT) com 28,37%, vão disputar o segundo turno das eleições presidenciais no Brasil. A votação acontece no dia 28 de outubro.

  • 20:42

    Bahia tem Rui Costa, do PT, reeleito governador

    A apuração no estado está em 78% e até agora 75,88% dos votos reelegeram o governador Rui Costa. Zé Ronaldo (DEM) vem logo em seguida, com 21,81% dos votos. Nenhum dos outros candidatos chega a sequer 1%. O terceiro colocado é Marcos Mendes (PSOL), com 0,7%.

  • 20:37

    Com 93% das urnas apuradas, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad estão no segundo turno

    Veja a lista completa e atualizada da apuração: 

    Jair Bolsonaro - 47,01%

    Fernando Haddad - 27,97%

    Ciro Gomes - 12,50%

    Geraldo Alckmin - 4,88%

    João Amoedo - 2,63%

    Cabo Daciolo - 1,24%

    Henrique Meirelles - 1,22%

    Marina Silva - 1%

    Álvaro Dias - 0,84%

    Guilherme Boulos - 0,59%

    Vera - 0,05%

    Eymael - 0,03%

  • 20:26

    É oficial: Dilma Rousseff perde as eleições em Minas Gerais

    A ex-presidente Dilma Rousseff não conseguiu eleger-se como senadora no estado, contrariando as pesquisas de intenções de voto.

  • 20:22

    Datafolha: Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) vão para o segundo turno

    Segundo projeções do instituto de pesquisa Datafolha, os dois candidatos que lideram as apurações até agora vão para o segundo turno.

  • 20:08

    Bolsonaro segura a liderança

    Com 87,91% dos votos processados, Jair Bolsonaro tem 47,35% dos votos. Fernando Haddad segue na vice-liderança com 27,55%. Ciro Gomes continua estagnado em terceiro lugar com 12,46%. Geraldo Alckmin (4,94%), João Amoedo (2,68%), Henrique Meirelles (1,22%), Cabo Daciolo (1,22%) e Marina Silva (1%) completam a lista.

    Federal Parcial: 88%

    Jair Bolsonaro - 47,35%

    Fernando Haddad - 27,55%

    Ciro Gomes - 12,46%

    Geraldo Alckmin - 4,94%

    João Amoedo - 2,68%

    Henrique Meirelles - 1,22%

    Cabo Daciolo - 1,22%

    Marina Silva - 1%

    Álvaro Dias - 0,86%

    Guilherme Boulos - 0,59%

    Vera - 0,05%

    Eymael - 0,04%

    João Goulart Filho - 0,03%

  • 19:59

    Segundo turno parece cada vez mais provável

    Federal Parcial: 85,86%

    Jair Bolsonaro - 47,6%

    Fernando Haddad - 27,24%

    Ciro Gomes - 12,45%

    Geraldo Alckmin - 4,97%

    João Amoedo - 2,72%

    Henrique Meirelles - 1,22%

    Cabo Daciolo - 1,21%

    Marina Silva - 1%

    Álvaro Dias - 0,88%

    Guilherme Boulos - 0,59%

    Vera - 0,05%

    Eymael - 0,04%

    João Goulart Filho - 0,03%

  • 19:53

    Sudeste elegeria Bolsonaro no 1º turno, mostra TSE

    Fosse pelo sudeste, Bolsonaro provavelmente seria eleito já no 1º turno. O candidato é líder absoluto em todos os 4 estados da maior região do país: em Minas, o capitão tem 49,01%, em São Paulo 53,24%, Espírito Santo 54,79% e Rio de Janeiro, 59,33%. Haddad é segundo colocado em MG, SP e ES, enquanto no Rio, a vice-liderança está com Ciro Gomes por uma diferença de 0,15% dos votos.

  • 19:48

    Líder das pesquisas, Dilma vai ficando fora do Senado

    Com 71,69% das urnas apuradas, a ex-presidente Dilma Rousseff vai ficando fora do Senado. Líder absoluta ao longo de toda a campanha em todos os levantamentos realizados por institutos de pesquisa, a petista registra 14,64% dos votos válidos: apenas o 4º lugar da disputa liderada por Rodrigo Pacheco, do DEM (21,06%) e Carlos Viana, do PHS (20,47%).

  • 19:45

    Resultados parciais mostram Bolsonaro com dianteira solidificada

    79,25% das urnas apuradas: 

    Jair Bolsonaro - 48,03%

    Fernando Haddad - 26,74%

    Ciro Gomes - 12,37%

    Geraldo Alckmin - 5,05%

    João Amoedo - 2,79%

    Henrique Meirelles - 1,23%

    Cabo Daciolo - 1,18%

    Marina Silva - 1%

    Álvaro Dias - 0,91%

    Guilherme Boulos - 0,58%

    Vera - 0,05%

    Eymael - 0,04%

    João Goulart Filho - 0,03%

  • 19:38

    Vários estados já definiram segundo turno para governador

    No Rio Grande do Sul (90% das urnas apuradas), Eduardo Leite (PSDB) teve 35,23% dos votos e disputa o governo com José Ivo Sartori (31,6%). No Distrito Federal (99% das urnas apuradas), Ibaneis (MDB) teve 41,97% dos votos e concorre com Rodrigo Rollemberg (13,94%). No Mato Grosso do Sul (98% das urnas apuradas), Reinaldo Azambuja (PSDB) teve 44,68% e briga com o juiz Odilon (PDT), com 31,69%. Já definiram o governador o Tocantins (Mauro Carlesse com 57,31%), Espírito Santo (Renato Casagrande, com 55,4%) e Paraná (60,05%).

  • 19:27

    Bolsonaro perde fôlego na apuração nacional, mas vitória no 1º turno ainda é possível

    68,27% das urnas apuradas: 

    Jair Bolsonaro - 46,38%

    Fernando Haddad - 25,25%

    Ciro Gomes - 11,77%

    Geraldo Alckmin - 4,75%

    João Amoedo - 2,69%

  • 19:21

    Bolsonaro lidera com folga no exterior

    Já são 62,63% o número de urnas apuradas no exterior. Jair Bolsonaro segue sendo o favorito de brasileiros expatriados: o capitão registra 56,18% da preferência do eleitorado, seguido por Ciro Gomes, com 15,15% dos votos. Haddad tem 11,42% seguido por João Amoedo (6,70%), Geraldo Alckmin (3,53%), Marina Silva (2,87%), Álvaro Dias (1,70%), Guilherme Boulos (0,76%), Cabo Daciolo (0,74%), Henrique Meirelles (0,51%), Vera (0,23%), Eymael (0,11%) e João Goulart Filho (0,09%)

  • 19:17

    Ficha suja, porém com votos

    Mesmo condenado em segunda instância, o candidato Antony Garotinho registra 15.873 até o momento na disputa pelo governo do Rio de Janeiro. 43,48% das urnas foram apuradas até o momento. Garotinho foi descartado da disputa por ser condenado em segunda instância. Ao longo da semana, ele declarou voto em Romário, que segue em 4º lugar, com 9,02%.

  • 19:13

    Bolsonaro ainda próximo à vitória no primeiro turno

    Com 57% das urnas apuradas, Jair Bolsonaro (PSL) se aproxima da vitória já no 1º turno, com 48,94% dos votos válidos. Fernando Haddad, do PT segue em segundo lugar, com 26,30%. Ciro Gomes não deve viabilizar sua candidatura de terceira via: ele registra 12,17% dos votos até o momento. Marina surpreendeu: tem menos votos que Cabo Daciolo, com 0,96% contra 1,09% do bombeiro militar. 

  • 19:08

    Resultados parciais do TSE aproximam Bolsonaro da vitória no 1º turno

    Resultados parciais oficiais - 53,49% dos votos apurados:

    Jair Bolsonaro - 49,02%

    Fernando Haddad - 26,09%

    Ciro Gomes - 12,31%

    Geraldo Alckmin - 4,84%

    João Amoedo - 2,76%

    Henrique Meirelles - 1,25%

    Cabo Daciolo - 1,07%

    Álvaro Dias - 1,04%

    Marina Silva - 0,95%

    Guilherme Boulos - 0,55%

    Vera Lúcia - 0,05%

    Eymael - 0,04%

    João Goulart Filho - 0,03%

  • 19:05

    Ibope indica 2º turno entre Bolsonaro e Haddad

    O Ibope acaba de divulgar os resultados de boca de urna do 2º turno presidencial. Jair Bolsonaro do PSL marcou 45% das intenções de voto, seguido por Fernando Haddad do PT, com 28%. Ciro Gomes, do PDT tem 14% seguido de Geraldo Alckmin (4%) e João Amoedo com 3%. 

  • 19:01

    Paraná encerra disputa no 1º turno

    Terminou mais cedo a disputa pelo governo do Paraná. Ratinho Júnior (PSD) foi eleito com 60,16%, num total de 2.880.493 votos. A segunda colocada, Cida Borghetti (PP) teve 15,49%, 741.687 votos.

  • 18:48

    Números no Distrito Federal confirmam segundo turno

    Com 98% das urnas apuradas, o segundo turno está garantido no Distrito Federal. Ibaneis (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB) devem se enfrentar novamente no dia 28 de outubro. O MDBista registrou 41,99% dos votos, enquanto Rollemberg, 13,94%. Rogério Rosso, do PSD, brigou voto a voto até o último segundo e agora registra 11,99%, matematicamente fora da nova disputa.

  • 18:41

    Denúncias de fraude inundam redes socais, afirma FGV

    As menções a fraudes eleitorais dominaram as redes ao longo do dia. O número de menções ao tema superaram até mesmo a quantidade de tweets em referência a Ciro Gomes.

    Cabos USB com logotipo do Twitter em plano de fundo

    FGV: Relatos de fraudes dominaram as redes sociais ao longo do dia

    A propagação de denúncias de fraude eleitoral dominaram as redes sociais ao longo do dia. É o que afirma a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV (DAPP FGV), que monitora menções e palavras-chave no Twitter.
    Mostrar mais
  • 18:15

    Bolsonaro é o favorito da comunidade brasileira em Israel

    Fechados os números, Bolsonaro liderou com folga as votações em Israel. O capitão registrou 352 votos, com larga distância para o segundo colocado, Ciro Gomes com 66. 

  • 18:13

    Amoedo pode apoiar Bolsonaro no segundo turno

    Ao contrário do que afirmou ao longo de todo o primeiro turno da campanha, o candidato do Novo, João Amoêdo não deve se manter neutro em eventual segunda ronda de votos. Após votar na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) na zona sul do Rio, Amoêdo descartou apoio ao PT e disse à revista Veja que o que norteará seu endosso será "a pauta de trabalho" dos candidatos. Ele assumiu que "precisa entender um pouco mais as ideias do Bolsonaro".

  • 17:56

    Ministro da Segurança Pública promete indiciar autores de fake News sobre urnas

    Falando do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, classificou como "inaceitável" colocar em dúvida a confiabilidade das urnas eletrônicas. Jungmann comentou vídeos falsos mostrando urnas viciadas que circularam pela internet ao longo de todo o dia. "Quero avisar que estamos chegando aos responsáveis e eles serão denunciados pelo MP e serão enquadrados em falsidade ideológica ou crime contra honra", ameaçou.

  • 17:50

    Lisboa escolhe Bolsonaro

    Números indicam vitória esmagadora de Bolsonaro em Lisboa, 7ª cidade com maior índice de brasileiros residentes fora do país.

    Seção eleitoral na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em 7 de outubro de 2018

    Eleições 2018: números das urnas apontam vitória de Bolsonaro em Lisboa

    De acordo com os boletins das urnas de Lisboa, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) teve a maioria dos eleitores na capital portuguesa, com 56,1% dos votos válidos. Em seguida ficou Ciro Gomes (PDT) que teve 16,9% e Fernando Haddad (PT) com 13,4%. Os dados vão ser repassados para a apuração oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília.
    Mostrar mais
  • 17:49

    Boca de urna do Rio de Janeiro também traz surpresas

    O Ibope divulgou pesquisa de boca de urna para o governo do Rio de Janeiro e os resultados contrariam os levantamentos realizados ao longo da semana, que davam liderança a Eduardo Paes. Segundo o instituto, Wilson Witzel (PSC) lidera a votação com 39% dos votos. Eduardo Paes (DEM) e Tarcísio Motta (PSOL) estão empatados dentro da margem de erro de 3 pontos, com 21% e 15% respectivamente.

  • 17:46

    OEA reafirma segurança das urnas e classifica eleições como 'dentro da normalidade'

    A líder da missão de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Laura Chinchilla concedeu entrevista em Brasília e afirmou não ter registrado "nenhum aspecto que nos gere dúvidas sobre a possibilidade de violar o sistema eletrônico de voto que o Brasil tem". Ela elogiou a Justiça Eleitoral pela implantação do chamado e-Título - o título eleitoral digital através de aplicativo que dispensa o documento físico e até mesmo o RG em casos de eleitor com biometria registrada - dizendo que este é um "aspecto a se celebrar". Esta é a primeira vez que o Brasil submete o pleito a uma missão de observação eleitoral. O convite foi feito pelo TSE.

  • 17:38

    Eleição de Minas Gerais pode ter virada histórica para governo do estado

    A pesquisa de boca de urna do Ibope trouxe uma enorme surpresa para PT e PSDB. O candidato que vinha aparecendo em 3º lugar nas intenções de voto, Romeu Zema (Novo) alcançou incríveis 41% no dia da votação. O candidato tucano Antônio Anastasia, até então favorito na disputa, vem logo atrás com 29% e o atual governador, Fernando Pimentel tem 22%. Com 0,05% das urnas apuradas, Zema aparece com 37,34% e Anastasia 34,38%.

  • 17:37

    Dilma não conseguirá cadeira para o Senado, aponta Ibope

    Se depender da pesquisa de boca de urna divulgada agora há pouco pelo Ibope, a ex-presidente Dilma Rousseff não será eleita para o senado. A candidata do PT tenta uma vaga pelo estado de Minas Gerais e aparece com 15%. Lideram a disputa o jornalista Carlos Viana (PHS) com 21% seguido de Dinis Pinheiro (Solidariedade) e Rodrigo Pacheco, ambos empatados com 18%.

  • 17:30

    Começam a sair as primeiras pesquisas de boca de urna

  • 17:07

    Eleições sem grandes ocorrências confirmam: suspeitas em torno da confiabilidade da urna são fake news

    Foram 1285 o número de urnas com defeito que demandaram substituição, dentro da média histórica, segundo o TSE. Embora vídeos falsos tenham circulado mostrando suposto vício em favor do candidato Fernando Haddad, a fraude foi desmentida com rapidez. Para especialista ouvido pela Sputnik News, a ausência de ocorrências significativas contribui para esvaziar suspeitas levantadas por Jair Bolsonaro.

    Jair Bolsonaro, candidato à Presidência do Brasil, coloca seu voto, em 7 de outubro de 2018

    Votações pacíficas deslegitimam suspeição levantada por Bolsonaro, acredita professor

    Em mais de uma ocasião, o candidato Jair Bolsonaro levantou dúvidas quanto a lisura nas eleições, questionando a incapacidade de auditoria até insinuando recusa em aceitar um resultado que não a vitória. Para o cientista político e professor da UFOP Antonio Marcelo Jackson, as votações sem grandes ocorrências esvaziram as denúncias do capitão.
    Mostrar mais
  • 17:02

    Seções encerradas na maior parte do Brasil

    As votações estão encerradas em grande parte do país regido pelo horário de Brasília. Quem chegou nas zonas de votação antes das 17h, mas ainda não votou por conta de filas ainda tem direito a votar. As eleições continuam em estados fora do fuso de Brasília e deve se encerrar em torno das 19h.

  • 16:56

    Bolsonaro VS Google

    Segundo relatam alguns usuários, o Google acabou de tirar a candidatura de Jair Bolsonaro da capa dos resultados das eleições ao vivo, embora tenha estado lá ainda nesta manhã.

  • 16:50

    Entre eleitores na França, liderança é de Ciro

    Comunica-se que o candidato Ciro Gomes acabou saindo o líder na votação efetuada entre quase 5 mil residentes brasileiros na França.

  • 16:40

    Aécio é vaiado em seção eleitoral de BH

    Antigo rival da ex-presidente Dilma Rousseff no segundo turno das eleições presidenciais de 2014, tucano Aécio Neves é vaiado ao entrar na seção eleitoral para votar.

  • 16:33

    Primeiros resultados se esperam às 19h00 de Brasília

    Apesar de várias especulações de que a hora de encerramento das seções possa ser mudada devido a inúmeras demoras, o protocolo continua sem modificações. Assim, a votação termina às 17h00 locais em todas as regiões. Entretanto, continua no Acre até as 19h00 de Brasília pelo estado ter 2 horas de diferença no fuso com a capital, por isso os primeiros resultados não sairão antes da hora.

    Seção eleitoral nas eleições de 2018 no Brasil, em 7 de outubro de 2018
    © REUTERS / Adriano Machado
  • 16:18

    Balanço de prisões

    32 pessoas foram presas em todo o país por ocorrências relacionadas a crimes eleitorais, informou o Tribunal Superior Eleitoral agora há pouco. A Corte também reportou 102 ocorrências sem prisão, a maioria relacionadas a boca de urna.

    Um candidato foi preso em São Paulo foi fazer propaganda (ação vetada pela Legislação Eleitoral desde as 00h deste domingo). Em Minas, outros dois candidatos também foram notificados por propaganda, mas não foi preso. O último candidato na lista de ocorrências é do Mato Grosso, mas o motivo ainda não foi divulgado.

    Urna eletrônica

    Eleitores não podem ser presos a partir desta terça-feira; entenda

    Nenhum eleitor pode ser preso ou detido até 9 de outubro exceto em casos de flagrante delito ou de sentença criminal condenatória por crime inafiançável por desrespeito a salvo-conduto. A Sputnik Brasil conversou com o especialista em Direito e Processo Penal, Yuri Sahione, sobre esta norma do período eleitoral.
    Mostrar mais
  • 16:13

    'Fraude' divulgada nas redes é desmontada

    Em um vídeo publicado pelo canal oficial da Coordenadoria de Comunicação Social no YouTube, um técnico de edição explica por que o vídeo de "fraude eleitoral" nas urnas é montagem. Na gravação que circula pelas redes, uma eleitora aperta o botão um e vê a candidatura do PT aparecendo automaticamente na tela sem possibilidade de cancelar.

  • 16:11

    Mídia internacional repercute eleição brasileira

    Nas eleições neste ano, os principais portais de imprensa do mundo estão de olho no Brasil. A maioria destaca o perfil de Jair Bolsonaro e a polarização com o candidato do PT, Fernando Haddad. No The New York Times, mais importante jornal mundial, o candidato do PSL ocupa posição de destaque. A reportagem menciona a subida do capitão nas pesquisas de intenção de voto e destaca a carreira política de 27 anos. O texto ainda menciona frases polêmicas ditas ao longo dos anos por Bolsonaro e relembra a campanha do #EleNão.

    Na Argentina, os jornais La Nacion e Clarín analisam o impacto de uma possível eleição do candidato do PSL para a economia e a diplomacia regional.

    Já na França, o Le Fígaro, jornal de centro-direita que já tinha destacado Bolsonaro nos últimos dias com diversas críticas, Bolsonaro divide espaço com o histórico do pleito, mencionando o impedimento da candidatura do ex-presidente Lula, além do perfil de Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB).

    Deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), pré-candidato à presidência do Brasil em 2018, durante evento da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) em São PauloO candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) , durante um ato de campanha em Taquatinga-DF.

    The Economist: Bolsonaro é 'a última ameaça da América Latina'

    O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, estampou a capa da revista britânica The Economist, que classificou o presidenciável como "a última ameaça da América Latina".
    Mostrar mais
  • 16:02

    Número de urnas substituídas chega a quase 1.000

    De acordo com o mais recente balanço feito pelo TSE, o total de 964 urnas, o que corresponde a 0,19% de todas, foi substituído desde a abertura das seções eleitorais do país.

    Urna eletrônica no Brasil (foto referencial)

    TSE registra substituição de 964 urnas eletrônicas com defeito

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizou há pouco para 964 o número de urnas eletrônicas que apresentarem defeito e precisaram ser substituídas em todo o país até as 14h.
    Mostrar mais
  • 15:22

    Confira mais momentos de políticos na eleição

    Eis as fotos captando vários políticos brasileiros no momento da votação.

    Ciro Gomes, candidato à presidência do Brasil, vota acompanhado por sua neta em Fortaleza, em 7 de outubro de 2018
    © REUTERS / Nacho Doce
    Ex-presidente brasileira, Dilma Rousseff, faz sinal de Lula Livre após votar en Minas Gerais, em 7 de outubro de 2018
    © REUTERS / Washington Alves
    Michel Temer, presidente do Brasil, fala com jornalistas após votar nas presidenciais, em 7 de outubro de 2018
    © REUTERS / Marcos Correa/Brazilian Presidency
    Ciro Gomes, candidato presidência do Brasil, fala com jornalistas após votar em 7 de outubro de 2018
    © REUTERS / Nacho Doce
    Jair Bolsonaro, candidato à Presidência do Brasil, coloca seu voto, em 7 de outubro de 2018
    © REUTERS / Ricardo Moraes
  • 15:05

    Simpatizantes se reúnem em frente da casa de Bolsonaro

    Alguns apoiantes do candidato do PSL apareceram em frente do condomínio onde este vive. Os motoristas que passam pelo local também aderem ao grupo, buzinando.

  • 14:52

    Problema das filas se agrava

    Com a chegada da tarde, o problema das filas que começaram a surgir ainda cedo parece estar se agudizando. Os eleitores de todo o país enfrentam problemas com a biometria, demorando imenso para colocar o voto.

    Coordenador do G1 no Espírito Santo, Rodrigo Rezende, assegura que alguns eleitores acabam deixando a seção eleitoral sem votar por causa do tempo de espera.

    A principal razão disso é de fato a desinformação dos cidadãos em relação à biometria, ou seja, a falta de cadastro biométrico dos eleitores na Justiça Federal.

  • 14:45

    Reclamações de fraude continuam

    Enquanto a presidente do TSE afirmou que as urnas eletrônicas trazem confiabilidade absoluta e excluem qualquer fraude, os usuários das redes continuam postando vídeos e relatos de falsificações nas urnas, embora a filmagem no local seja proibida.

    O TSE afirmou também que não receberá reclamações via Internet devido ao alto risco de montagem.

  • 14:22

    Policial morre em Tijucas

    Uma policial civil de 30 anos, Nayara Mattos, morreu em um acidente de carro em Tijucas ao trabalhar nas eleições. O automóvel bateu em um poste e não deixou à mulher chances de sobreviver.

  • 14:17

    Discurso de Rosa Weber

    Saiba o que a presidente do TSE falou ao fazer 1º balanço das eleições de hoje.

    Urna eletrônica

    Presidente do TSE reafirma confiabilidade das urnas eletrônicas

    Em entrevista coletiva realizada na sede do TSE, a presidente da Corte e ministra do STF, Rosa Weber, voltou a avalizar a segurança das urnas eletrônicas e descartou possibilidade de fraude: "é um sistema auditável", declarou.
    Mostrar mais
  • 14:10

    Número de eleitores levados a delegacias sobe a 134

    A Polícia Federal levou 134 eleitores para prestar esclarecimentos em delegacias por suspeita de crimes.

  • 14:03

    72 detidos em Minas

    Segundo a Polícia Militar citada pelo G1, até ao início da tarde foram detidas 72 pessoas por práticas ilegais de boca de urna, inclusive propaganda irregular. Entre os detidos estão o prefeito de Areado, o vereador Zé Galinha, um candidato a deputado federal e outro - a deputado estadual.

  • 14:02

    Ataques à liberdade de imprensa

    A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo acaba de informar que a cobertura das eleições de 2018 já resultou em agressões contra 130 jornalistas, sendo 59 delas de caráter físico.

    Congresso da Abraji (arquivo)

    Abraji registra 130 agressões a jornalistas cobrindo eleições até o momento

    Pelo menos 130 jornalistas foram agredidos em situações diretamente relacionadas à cobertura das eleições em 2018 até o momento. 59 destas ocorrências são relativas a ataques físicos, enquanto 71 foram ameaçados por redes sociais. A informação é da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).
    Mostrar mais
  • 13:36

    Armas na votação geram repercussão nas redes

    Algumas imagens nas redes sociais mostram alegados eleitores de Jair Bolsonaro, apoiador do porte livre de armas de fogo, trazendo revólveres às seções e pressionando botões da urna com sua ajuda. Isso está levantando uma discussão acalorada inclusive no Twitter, especialmente tomando em conta que, segundo a lei brasileira, é proibido fazer qualquer tipo de foto ou vídeo durante a votação.

  • 13:22

    Substituição de urnas

    De acordo com o TSE, 310 urnas, o que equivale a 0,06% do total, precisaram de ser substituídas nas primeiras duas horas de votação.

    TSE faz teste público de segurança do sistema de votação

    TSE: 310 urnas eletrônicas foram substituídas

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que 310 urnas eletrônicas precisaram ser substituídas nas primeiras duas horas de votação no país.
    Mostrar mais
  • 13:20

    Homem morre no colégio

    Um cidadão brasileiro de 59 anos morreu após sofrer um ataque cardíaco em um local de votação de Belo Horizonte.

  • 13:14

    Militares reforçam segurança

    De acordo com a Rádio Câmara, aproximadamente 2.000 militares estão reforçando a segurança nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

  • 13:04

    Relatos de violações

    O correspondente do G1, Amaro Mota, informa sobre apreensões apreensões de material de campanha e dinheiro realizadas por policiais e fiscais da Justiça Eleitoral em Campos.

  • 12:34

    TSE faz primeiro balanço das eleições

    A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, está concedendo uma entrevista sobre o curso do pleito, dizendo que essa é uma data para "celebração da democracia".

  • 12:22

    Cidadãos culpam biometria por lentidão no pleito

    Sendo essas as primeiras eleições gerais com tecnologia de biometria nas urnas, muitos cidadãos veem nisso a razão do colapso que está se criando em numerosas seções do país. Afirma-se que o sistema funciona mal.

  • 12:13

    Em 18 países, a eleição já terminou

    Em 18 países estrangeiros, as seções eleitorais já foram fechadas. Segundo mostraram os vazamentos nas redes, o resultado é bem diferente de um país para outro. No Japão, por exemplo, o candidato Bolsonaro teria tido vantagem esmagadora, enquanto na Nova Zelândia os residentes brasileiros também colocaram muitos votos em Ciro.

  • 11:56

    Filas crescem

    As filas continuam crescendo em algumas seções, inclusive por razões de "biometria de surpresa".

  • 11:54

    Apoiadores de Bolsonaro também invadem redes

    Ao mesmo tempo, o hashtag #17Neles, associado ao candidato Jair Bolsonaro, que é número 17 nas urnas, também bomba nas redes, embora ficando atrás dos simpatizantes de Ciro.

    Eleitor vota nas eleições de 2014.

    #Eleições2018: pastor de esquerda e gay de direita contam o motivo de seus votos

    Todos os religiosos são conservadores? As minorias só votam na esquerda? Existe política fora das bolhas criadas pelas redes sociais? Acompanhe na reportagem da Sputnik Brasil casos de que existe vida fora da polarização nas eleições e quem é o eleitor brasileiro.
    Mostrar mais
  • 11:39

    Voltando para Londres

    Enquanto isso, na capital britânica, onde de manhã se formou uma fila gigantesca para votar, está se formando uma ação contra Bolsonaro, e outra em apoio ao candidato.

  • 11:34

    Alckmin confia no 2º turno

    O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, citado pelo G1, afirma acreditar no segundo turno da eleição, após ter votado em uma seção paulista.

    O tucano tem aparecido como o 4º colocado nas pesquisas.

  • 11:21

    Ato em defesa de Lula Livre

    Segundo a mídia local, nesta manhã, um grupo de pessoas está reunido perto da sede da PF em Curitiba, onde o ex-presidente petista está preso.

    Former Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva speaks during a meeting with the executive members of the Workers Party, in Sao Paulo, Brazil, Thursday, Jan. 25, 2018

    Toffoli mantém proibição de entrevistas de Lula na prisão

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu nesta segunda-feira (1º) manter suspensa a determinação do ministro Ricardo Lewandowski que autorizou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevistas à imprensa dentro da cela da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba.
    Mostrar mais
  • 11:15

    43 pessoas prestam esclarecimentos à PF

    De acordo com o recente informe da Polícia Federal, até o momento 43 cidadãos foram levados a delegacias, muitos deles no estado do Ceará, para prestar depoimentos por alegados crimes, tais como o transporte ilegal de eleitores.

  • 10:51

    Ciro bombando no Twitter

    Enquanto isso, o hashtag #ViraViraCIRO sai na primeira posição dos trends no Twitter brasileiro, com quase 200 mil postagens. Muitos eleitores, em meio a uma polarização extrema, veem no candidato uma espécie da "terceira via".

  • 10:44

    Hamilton Mourão em Brasília

    Vice na chapa de Bolsonaro, general Mourão, vota na capital, um dia após fazer mais um declaração polêmica.

    General da reserva, Antonio Hamilton Mourão.

    'Branqueamento da raça', diz Mourão ao comentar beleza de seu neto

    O general Hamilton Mourão (PRTB) chegou em Brasília neste sábado (6), apontou para um jovem no aeroporto e disse: "Meu neto é um cara bonito, viu ali? Branqueamento da raça". A fala ocorreu após o candidato a vice-presidente de Jair Bolsonaro (PSL) falar com jornalistas na capital federal.
    Mostrar mais
  • 10:32

    Alegada compra de votos

    Nesta manhã, várias pessoas teriam sido detidas por suspeita de comprarem votos a favor de Ciro Gomes, dizem relatos. A investigação estaria sendo realizada pela Polícia Federal. Entretanto, ainda não houve confirmação oficial do incidente.

    Em geral, as Forças Armadas indicaram o Rio, Ceará e São Paulo como os locais com maior risco de confrontos durante o pleito, comunica a edição Correio Braziliense.

  • 10:23

    Dilma defende a democracia

    A ex-presidente afastada em agosto de 2016, Dilma Rousseff, que hoje em dia lidera as pesquisas pelo posto de senadora mineira, foi recebida com "gritos de entusiasmo" em uma seção em Belo Horizonte e aproveitou a oportunidade para afirmar que a candidatura de Bolsonaro é uma ameaça à democracia.

  • 10:19

    8 candidatos já compareceram nas urnas

    Por enquanto, oito dos treze candidatos à Presidência do Brasil já colocaram seu voto: Álvaro Dias, Ciro Gomes, Fernando Haddad , Guilherme Boulos, Henrique Meirelles, Jair Bolsonaro, João Amoêdo e João Goulart Filho.

    Candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), vota no Rio de Janeiro junto ao seu filho Flávio, em 7 de outubro de 2018
    © AP Photo / Silvia Izquierdo
    Candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), chega para votrar no Rio de Janeiro, em 7 de outubro de 2018
    © AP Photo / Leo Correa
    Candidato à presidência do Brasil, Fernando Haddad (PT), vota em São Paulo junto com sua esposa, em 7 de outubro de 2018
    © AFP 2019 / NELSON ALMEIDA
  • 10:01

    Candidato do PSL se protegendo

    De acordo com o portal BuzzFeed Brasil, o candidato Jair Bolsonaro, bem como seus filhos políticos Flávio e Carlos, usavam coletes à prova de bala durante a votação.

    Relembremos que o candidato foi vítima de esfaqueamento em um comício na cidade de Juíz de Fora, no estado de Minas Gerais, em 6 de setembro.

    Enquanto isso, costuma se manifestar a favor do porte livre de armas.

  • 09:51

    Agora é a vez de Fernando Haddad

    O presidenciável Fernando Haddad acaba de chegar à escola onde pretende colocar seu voto; o local está invadido por simpatizantes do PT.

  • 09:40

    O que pensam apoiadores e críticos de Bolsonaro?

    O sábado passado (29) foi marcado por grandes manifestações femininas (e não só) contra a candidatura de Jair Bolsonaro, sob os lemas de "Ele Não" e "Ele Nunca", bem como de marchas em apoio do candidato. A Sputnik Brasil conversou com os participantes das ações para saber seus motivos e opiniões. Confira!

    Ato contra Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro.

    O que dizem as mulheres contra e pró-Bolsonaro?

    O repúdio e o apoio das mulheres ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) polarizou o Rio de Janeiro neste sábado (29). A Sputnik Brasil esteve no ato em favor do ex-capitão em Copacabana e também no Centro da cidade, onde ocorreu manifestação contra Bolsonaro, para entender a posição das mulheres em relação ao político do PSL.
    Mostrar mais
  • 09:32

    No Reino Unido, área perto da embaixada está lotada

    Entretanto, nada se compara com a quantidade de gente perto da Embaixada do Brasil em Londres. Alguns internautas relatam que demora cerca de uma hora para entrar.

    "Em Londres a fila começa na Malásia, passa pelo Canadá, Cazaquistão, dá a volta e chega no Brasil", brinca uma das usuárias no Twitter.

    O Reino Unido é um dos países que tem maior número de residentes brasileiros: quase 26 mil pessoas.

  • 09:26

    Se registram filas em algumas seções

    Vários eleitores relataram grandes filas para depor seu voto. Por enquanto, o comparecimento parece estar a um nível bem alto.

  • 09:20

    Ciro lidera com Bolsonaro... na Nova Zelândia

    Em outro colégio estrangeiro, em Wellington, a apuração dos votos mostrou uma grande vantagem do candidato de PSL, Jair Bolsonaro, seguido por Ciro Gomes.

  • 09:02

    Bolsonaro chega ao local de voto

    O candidato, cujas intenções de voto variam entre 31% e 40% em pesquisas diferentes, se mostrou confiante na vitória sem segundo turno.

    "Dia 28 vamos para a praia", disse ele antes de entrar na seção eleitoral.

  • 09:02

    Atual presidente nega revelar em quem votou

    O atual presidente do país, Michel Temer, também esteve entre os primeiros a votar em São Paulo. Ao ser perguntado na sequência se votou em Meirelles, ex-presidente do Banco Central no seu mandato, recusou revelar suas preferência.

  • 08:51

    Manuela D’Ávila coloca seu voto

    A vice na chapa de Haddad, Manuela D'Ávila, que inicialmente deveria ser candidata pelo Partido Comunista do Brasil mas desistiu do projeto, também acaba de votar em Porto Alegre.

  • 08:39

    Brasileiros no estrangeiro já votaram

    Em vários países estrangeiros, os eleitores brasileiros já votaram ontem (6). Assim, a correspondente da Globo em Hong Kong, Luiza Duarte, apresenta o fechamento da seção no local, com enorme vantagem de Jair Bolsonaro.

    Aliás, o maior número de eleitores brasileiros residentes fora do país cabe aos EUA, Japão e Portugal.

    Leia em nossa especial como brasileiros votam no país de Camões.

    Vista a Lisboa

    Eleições 2018: o voto dos brasileiros em Portugal

    Portugal, maior colégio eleitoral da Europa e terceiro no ranking dos 110 países que registram eleitores no exterior, tem 39.118 brasileiros aptos a votar no próximo dia 7 de outubro. O número é 27% maior do que o do pleito de 2014, de acordo com números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
    Mostrar mais
  • 08:24

    Cardoso chega às urnas

    Ex-presidente do Brasil, antecessor de Lula e autor do Plano Real, é um dos primeiro a votar em São Paulo.

  • 08:21

    Popularidade dos candidatos

    Na noite de ontem (6), antes das eleições, a mais recente pesquisa do Datafolha indicou o candidato de direita, Jair Bolsonaro, no primeiro lugar com 40% de votos, seguido pelo seu antagonista ideológico e "sucessor" de Lula, Fernando Haddad (25%) e Ciro, considerado por muitos como centrista (15%).

    Estima-se, desse jeito, que o pleito prossiga para o segundo turno.

    Ato em defesa de Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro.
    © Sputnik / Thales Schmidt
  • 08:12

    Fernando Haddad (PT) deve votar em breve

    Numerosos jornalistas já estão esperando Fernando Haddad, o segundo colocado do pleito nas pesquisas, em uma seção eleitoral em São Paulo. Um pouco mais de meia hora atrás, se comunicava que o candidato tinha saído da sua residência para ir às urnas.

  • 08:06

    Seções abrem no Rio

    Agora é a hora do Rio de Janeiro: as primeiras seções eleitorais já abriram neste estado , bem como na maior parte do Brasil.

  • 08:02

    Primeiro eleitor esperou 12 horas na fila e já votou

    A votação já começou no norte do país, tendo o primeiro eleitor sido um habitante de Fernando de Noronha.

Ao vivo
Primeiras seções eleitorais abrem no Brasil
+
Tags:
eleições 2018, Partido Social Liberal (PSL), PSDB, PT, Jair Bolsonaro, Fernando Haddad, Rio de Janeiro, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik
  • Comentar