05:04 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)
    0 20
    Nos siga no

    A distribuição equitativa de vacinas contra o coronavírus poderia contribuir para um maior crescimento do comércio mundial, até 10%, declarou a diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala.

    No fim de março, a OMC melhorou sua previsão de 7,2% para 8% sobre o crescimento do comércio mundial para este año.

    "Se pudéssemos acelerar o intercâmbio de vacinas, garantir a equidade a respeito destas, segundo os nossos prognósticos, [o volume de comércio mundial] poderia crescer mais dois pontos percentuais, até 10%", disse Okonjo-Iweala nesta quinta-feira (20), ao intervir diante dos membros da Comissão de Comércio Internacional do Parlamento Europeu.

    "Eu sei que vocês são aliados na tentativa de fazer com que a OMC faça as coisas melhor e mais rápido". Hoje, MEPs da Comissão de Comércio Internacional se encontraram no Parlamento Europeu pessoalmente com Ngozi Okonjo-Iweala, a recém-nomeada diretora-geral da OMC, para discutir os últimos desenvolvimentos comerciais.

    Na semana passada, Ngozi Okonjo-Iweala manifestou sua esperança de que os países-membros da OMC decidam se aplicarão a isenção das patentes de vacinas anti-COVID-19 antes da 12ª conferência ministerial do organismo, que acontecerá entre o fim de novembro e início de dezembro. Segundo a diretora-geral, essa ação poderia acelerar a vacinação em nível mundial.

    Por sua vez, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou na segunda-feira (17) que o mundo permanece atualmente em uma situação de "apartheid das vacinas" e pediu aos países que compartilhem os imunizantes contra a COVID-19.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)

    Mais:

    Países membros do BRICS compartilham visões em comum nas reformas de FMI, OMC e OMS, diz Putin
    Sucessora de Azevêdo, nigeriana Okonjo-Iweala é a 1ª africana diretora-geral da OMC
    Pressão do Brasil na OMC contra França mostra que país 'não vai ficar só na defensiva', diz analista
    Tags:
    comércio internacional, COVID-19, vacina, Ngozi Okonjo-Iweala, OMC
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar