23:13 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    No quarto trimestre de 2020, a taxa de desocupação entre as mulheres brasileiras ficou em 16,4%, sendo 37,8% maior que a dos homens, que foi de 11,9%.

    Os dados foram coletados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Na média, a taxa de desemprego foi de 13,9% no período.

    "Ao longo do ano, a taxa de desocupação cresceu para todo mundo, tanto para homens quanto para mulheres. A taxa cai mais entre homens ao fim do ano do que entre mulheres", explicou Adriana Beringuy, analista da Coordenação de Trabalho e Renda do IBGE, conforme publicado pelo Estadão.
    Fila por emprego em feirão no vale do Anhangabaú, em São Paulo.
    © Folhapress / Danilo Verpa
    Fila por emprego em feirão no vale do Anhangabaú, em São Paulo

    O rendimento dos homens também foi melhor no período. Na média mensal, segundo o IBGE, as mulheres receberam R$ 2.219 e os homens, R$ 2.724.

    Mais:

    Lava Jato fez Brasil perder R$ 172 bilhões em investimentos, aponta estudo
    Ações do Brasil no tratamento da pandemia podem afastar investimentos externos, avalia economista
    Guedes diz que Brasil pode virar Argentina ou Venezuela: 'É graças a ele', avalia economista
    Tags:
    empregos, desemprego, mulher, economia, ocupação, trabalho, IBGE
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar