18:24 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)
    133
    Nos siga no

    As ações da Moderna aumentaram mais de cinco vezes em valor no ano passado, após iniciar o desenvolvimento de sua vacina contra COVID-19.

    A farmacêutica AstraZeneca vendeu a participação que detinha na concorrente Moderna ao longo do ano passado, mostra o último relatório anual da farmacêutica anglo-sueca, citado pela agência Reuters.

    A AstraZeneca não revelou por quanto vendeu a sua participação, mas afirmou que "uma grande proporção" dos US$ 1,38 bilhão (aproximadamente R$ 7,72 bilhões) que a empresa registrou em vendas de portfólio de ações no ano passado veio da venda da Moderna.

    Tubo de testes rotulado vacina em frente ao logotipo da farmacêutica AstraZeneca em 9 de setembro de 2020
    © REUTERS / Dado Ruvic
    Tubo de testes rotulado "vacina" em frente ao logotipo da farmacêutica AstraZeneca em 9 de setembro de 2020

    A AstraZeneca se desfez de uma participação de 7,7% na Moderna, o que tornava a farmacêutica anglo-sueca a maior investidora da empresa com sede nos EUA. A AstraZeneca investiu inicialmente na Moderna em 2013, pagando-lhe US$ 240 milhões (R$ 1,3 bilhão) e, posteriormente, aumentando sua participação ao apostar em novas tecnologias para compensar as perdas decorrentes da expiração de patentes.

    As ações da Moderna aumentaram mais de cinco vezes em valor no ano passado, após iniciar o desenvolvimento de sua vacina contra COVID-19 e receber sua primeira aprovação dentro de alguns meses. Em 11 de fevereiro, a Moderna anunciou que entregaria 200 milhões de doses de sua vacina aos EUA até maio de 2021, acrescentando que a empresa assinou acordos com diversos países para o fornecimento de mais de 641 milhões de doses.

    Dessa forma, a Moderna disse na semana passada que espera receber em vendas de vacinas este ano cerca de US$ 18,4 bilhões (R$ 102 bilhões), colocando-a no caminho para seu primeiro lucro desde sua fundação, em 2010.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)

    Mais:

    Agência sanitária do Brasil envia equipe à Índia para inspecionar fábrica de vacinas
    Painel consultivo diz que vacina da Johnson & Johnson deve ser autorizada nos EUA
    Fiocruz recebe insumos para mais 12,2 milhões de doses da vacina de Oxford
    COVID-19: vacina da Pfizer pode ser menos eficaz em pessoas obesas, diz estudo
    Tags:
    ações, COVID-19, novo coronavírus, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar