23:04 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)
    0 10
    Nos siga no

    A atividade econômica dos EUA aumentou modestamente nas últimas semanas e um número crescente de distritos do Sistema de Reserva Federal (Fed) viu a empregabilidade cair, detalhou em relatório o banco central americano.

    Isto aconteceu devido ao aumento das infecções por coronavírus. Em seu relatório Livro Bege, divulgado nesta quarta-feira (13) e que reúne comentários de seus contatos com empresas de todo o país, as autoridades do Fed revelaram como a marca da pandemia variou por região e indústria, à medida que o aumento de infecções diminuiu o otimismo prometido pela chegada de vacinas eficazes, conforme publicou a Reuters.

    Pessoas com máscaras em uma rua de Nova York durante pandemia, nos EUA
    © Sputnik / Brian Smith
    Pessoas com máscaras em uma rua de Nova York durante pandemia, nos EUA

    "Embora as perspectivas para as vacinas contra a COVID-19 tenham reforçado o otimismo dos negócios para o crescimento de 2021, isso foi moderado por preocupações sobre o recente ressurgimento do vírus e as implicações para as condições de negócios de curto prazo", disse o banco central americano no relatório.

    Como a atividade manufatureira continuou a se recuperar em quase todos os distritos do Fed, os relatórios sobre os gastos do consumidor foram mistos.

    A maioria dos distritos do Fed disse que o emprego aumentou, embora o ritmo seja lento. Mais preocupante é que "um número crescente de distritos relatou uma queda nos níveis de emprego" desde que o relatório anterior foi compilado em novembro do ano passado.

    Trabalhadores durante protesto por melhores condições de trabalho, em Nova York, EUA, 30 de setembro de 2020
    Andrew Kelly
    Trabalhadores durante protesto por melhores condições de trabalho, em Nova York, EUA, 30 de setembro de 2020

    As autoridades do banco central americano reiteraram sua promessa de manter baixas as taxas de juros de curto prazo e continuar as compras de ativos até que a economia esteja em um caminho mais estável. A próxima reunião de política monetária da agência está marcada para 26 e 27 de janeiro.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)

    Mais:

    Sanções econômicas dos EUA impedem refugiados sírios de voltarem para seu país, diz Assad
    Especialista considera que economia chinesa alcançará a dos EUA em ritmo acelerado
    China culpa Estados Unidos pela 'mentira do século'
    Tags:
    EUA, economia, FED, Atividade Econômica, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar