11:46 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    140
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (4), o bitcoin registrou sua maior desvalorização diária desde março, caindo até 17% e sendo negociado por menos de US$ 30 mil (aproximadamente R$ 154 mil).

    A queda ocorre apenas um dia depois de a criptomoeda mais popular do mundo valer mais de US$ 34 mil (aproximadamente R$ 175 mil), seu valor mais alto já registrado.

    No entanto, o bitcoin recuperou parte da perda, totalizando cerca de US$ 31.775 (aproximadamente R$ 163 mil) a partir das 11h30, no horário de Brasília.

    As perdas desta segunda-feira (4) são pequenas em meio à recuperação mais ampla da criptomoeda, que registrou um salto de 50% somente em dezembro de 2020.

    Ainda assim, o deslize desta segunda-feira (4) é "um lembrete de que este é um ativo relativamente novo, altamente volátil [e] que ainda não encontrou seu lugar no mercado", enfatiza Adrian Lowcock, diretor de investimentos pessoais da Willis Owen, citado pela Bloomberg.

    De acordo com Lowcock, o bitcoin ainda precisa superar "muitos obstáculos importantes" para se tornar um "ativo principal útil".

    Mais:

    Bitcoin atinge novo recorde, ultrapassando US$ 24 mil
    Fundador do Alibaba desaparece após criticar governo chinês, diz mídia
    'Economia 100% digital': Maduro revela plano para salvar Venezuela da hiperinflação
    Tags:
    modernização, dinheiro, economia, queda, Bitcoin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar