07:39 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de dezembro (59)
    130
    Nos siga no

    O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o desemprego no Brasil em meio à pandemia da COVID-19 bateu novo recorde em outubro.

    Segundo o levantamento, a população desocupada chegou a 13,8 milhões de pessoas em outubro. É o recorde da série, com um aumento de 2,1% frente a setembro e de 35,9% desde maio, quando se iniciou a pesquisa. Já a taxa de desocupação passou de 14% para 14,1%, a maior da série.

    A força de trabalho chegou a 97,9 milhões em outubro, com alta de 1,5% em relação a setembro e de 3,6% em frente a maio.

    O número de pessoas fora da força de trabalho chegou a 72,7 milhões de pessoas em outubro, com redução de 1,9% frente a setembro e 3,5% em relação a maio.

    Um em cada 5 brasileiros que fizeram testes para COVID-19 testou positivo

    A pesquisa apontou também que até outubro, 25,7 milhões de pessoas ou 12,1% da população tinham feito algum teste para saber se estavam infectadas pelo coronavírus. Até setembro esse número estava em 21,9 milhões de pessoas ou 10,4% da população.

    Entre as pessoas que fizeram os testes, 22,4% ou 5,7 milhões tiveram resultado positivo em outubro, contra 22,1% ou 4,8 milhões em setembro.

    Conforme o IBGE, praticamente não houve diferença no percentual de homens (11,8%) e de mulheres (12,4%) que fizeram algum teste.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de dezembro (59)

    Mais:

    Brasil precisa fazer reformas para aproveitar liquidez mundial, opina economista
    Pessimismo com Brasil e Argentina tem razões políticas e econômicas, diz especialista
    Economista: Brasil precisa 'clarear' como vai agir no pós-pandemia para atrair investimento externo
    OCDE vê recuperação da economia global puxada pela China após crise gerada pela COVID-19
    Tags:
    trabalhadores, trabalhador, trabalho, IBGE, Brasil, economia, desemprego, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar