13:17 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    5316
    Nos siga no

    Em maio, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que não haveria cobrança extra em 2020 em função da pandemia do novo coronavírus. 

    A decisão, no entanto, foi revogada em reunião extraordinária da diretoria da reguladora nesta segunda-feira (30). A agência informou que a taxa extra será cobrada a partir desta terça-feira (1º).

    Serão acrescidos R$ 6,24 a cada 100 kWh consumidos pelos brasileiros - o que representa a bandeira vermelha patamar dois, a maior no sistema de bandeiras do órgão. No primeiro nível, o adicional é de R$ 4,169 a cada 100 kWh. Atualmente, as contas estão na bandeira verde, sem custos adicionais para o consumidor.

    De acordo com a Aneel, a medida foi revisada devido aos baixos níveis dos reservatórios, o que levou ao acionamento de algumas termelétricas, no momento em o consumo no país voltou ao patamar do início da pandemia. O resultado, segundo a Aneel, foi uma pressão sobre o custo de geração de energia.

    "Essa condição de oferta adversa, somada à tendência de recuperação de carga da energia aos patamares pré-crise, são indícios concretos de que o mecanismo das bandeiras já merece ser restabelecido e a curto prazo", afirmou o relator da proposta, Efrain Pereira da Cruz, segundo o portal G1.

    Mais:

    Ao lado de Alcolumbre, Bolsonaro visita subestações de energia em Macapá
    VÍDEOS mostram curto-circuito em rede de energia e explosões em Macapá
    Amapá tem 100% da energia restabelecida, diz governo após acordo com distribuidora
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, economia, luz, Brasil, energia, Aneel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar