07:38 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    250
    Nos siga no

    O Paraguai é o país número um da América Latina em recuperação econômica perante a pandemia de COVID-19, destacaram nesta terça-feira (6) o presidente Mario Abdo Benítez e o ministro da Fazenda Benigno López.

    Segundo a Agência de Informação Paraguaia, Abdo Benítez afirmou que, em julho, o Paraguai foi o único país da região que cresceu, e acrescentou que a manutenção do emprego e o dinamismo da economia foram fundamentais para isso.

    López, por sua vez, disse que o país vem adotando medidas "sensatas" para lidar com a pandemia, tanto do ponto de vista econômico como sanitário, e assinalou que o Paraguai continua próximo de atingir o grau de investimento.

    No dia 28 de setembro, Abdo Benítez disse que a economia paraguaia terminaria o ano com recuperação, apesar do impacto da pandemia em todos os setores. De acordo com a última estimativa do Banco Central do país, os analistas esperam uma contração do PIB de 3,4% para 2020 e uma recuperação de 3,8% para o ano seguinte. O FMI, por sua vez, prevê uma queda de apenas 1% para este ano.

    Dívida Pública

    A vice-ministra da Economia do Paraguai, Carmen Marín, disse hoje (6) à Agência de Informação Paraguaia que a dívida do país continua sendo uma das mais baixas da América do Sul, com crescimento de 10%, enquanto chega a 11% em outras nações da região, inclusive a 12% e 13% no Brasil e no México, respectivamente.

    Mais:

    Movimento de compradores na fronteira de Brasil e Paraguai foi 'duramente afetado', diz especialista
    Paraguai relaxa quarentena em região de fronteira com Brasil
    Ex-vice-presidente do Paraguai é sequestrado e governo vê 'forte conotação política' no crime
    Tags:
    América Latina, América do Sul, COVID-19, economia, Paraguai
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar