06:28 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    170
    Nos siga no

    O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) publicou a ata da reunião do grupo nesta terça-feira (11).

    O encontro foi realizado na semana passada e foi responsável por reduzir a taxa Selic para 2% ao ano, menor patamar da história.

    Na ata, o BC informou que, se houver espaço para um novo corte na taxa básica de juros, ele "deve ser pequeno".

    "O Comitê concluiu que eventuais novas reduções na taxa de juros exigiriam cautela e gradualismo adicionais. Para tal, se necessárias, novas reduções de juros demandariam maior clareza sobre a atividade e inflação prospectivas e poderiam ser temporalmente espaçadas", escreveu o Banco Central.

    Para o Banco Central, o Brasil já estaria próximo do nível em que eventuais reduções adicionais na taxa de juros poderiam gerar instabilidade nos preços de ativos.

    "Ao analisar o sistema financeiro de forma ampla, considerado as suas diversas indústrias, mercados, produtos e serviços financeiros, o Comitê refletiu que um ambiente com juros baixos sem precedentes pode gerar aumento da volatilidade de preços de ativos e afetar, sem o devido tempo necessário de transição para um novo ambiente, o bom funcionamento e a dinâmica do sistema financeiro e do mercado de capitais", informou.

    Mais:

    Copom cita necessidade 'extraordinariamente elevada' de estímulo e reduz a taxa de juros
    Tendência é que Banco Central mantenha redução da Selic ao longo do ano, diz economista
    Banco Central tenta estimular economia real ao baixar Selic, diz economista
    Tags:
    Brasil, economia, Banco Central, taxa de juros, Selic
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar