22:12 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)
    3230
    Nos siga no

    Com as restrições impostas no combate ao coronavírus e paralisações de negócios em todos os EUA, o país está passando por uma forte retração econômica.

    A economia norte-americana sofreu uma queda de 32,9% no segundo trimestre de 2020, a maior na história do país, devido a medidas causadas pela crise sanitária da COVID-19, segundo informou o Gabinete de Análises Econômicas do Departamento de Comércio dos EUA.

    "O Produto Interno Bruto (PIB) diminuiu em uma taxa anual de 32,9% no segundo trimestre de 2020, de acordo com a estimativa 'adiantada', divulgada pelo Gabinete de Análises Econômicas", informa um comunicado.

    Pelas primeiras estimativas, a queda do PIB durante o segundo trimestre, de abril a junho, se explica principalmente pela diminuição do consumo, que retraiu em 34,6% neste período.

    O relatório "somente evidencia o quão profundo e escuro é o buraco em que a economia se colocou no segundo trimestre", comentou Mark Zandi, economista-chefe da Moody's Analytics, conforme cita a CNBC. "É um buraco muito profundo e escuro e estamos saindo dele, mas levará um longo período para sair."

    Se acredita que a retração é a maior registrada pelo governo norte-americano desde que este índice econômico começou a ser avaliado, em 1947. A maior queda até então foi registrada no segundo trimestre de 1958.

    Na Flórida, EUA, um trabalhador da área da saúde realiza testes de detecção da COVID-19, em 6 de julho de 2020.
    © AP Photo / Lynne Sladky
    Na Flórida, EUA, um trabalhador da área da saúde realiza testes de detecção da COVID-19, em 6 de julho de 2020.

    No primeiro trimestre deste ano, o PIB dos Estados Unidos caiu 4,8%, conforme o departamento, um significante declínio em relação ao crescimento de 2,1% do último trimestre de 2019.

    Tema:
    COVID-19 e o mundo no final de julho (43)

    Mais:

    Brasil precisa acelerar a agenda de competitividade ou ficará para trás, diz economista
    Além de pandemia, outros fatores explicam fuga de investimentos do Brasil, diz economista
    Estados Unidos e União Europeia discutem retomada de voos internacionais, diz Pompeo
    Tags:
    demanda, Estados Unidos, economia, PIB, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar