16:13 12 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    COVID-19 desafia mundo no início de junho (54)
    0 70
    Nos siga no

    De acordo com a previsão econômica de referência da Moody's Analytics, o PIB mundial real cairá 4,5% este ano, devido ao coronavírus, e os EUA só em 2025 voltarão a uma situação de pleno emprego.

    "A COVID-19 causou danos significativos na economia global. A rápida reabertura das economias estimulará o crescimento ao liberar a demanda reprimida, mas também potenciará o espectro de um retorno do coronavírus e de uma nova retração econômica, que poderia levar a uma recessão global", afirmou Mark Zandi, economista-chefe da Moody's Analytics, em uma análise publicada no site da empresa.

    As previsões de Zandi apontam para um crescimento negativo em 2020 do PIB mundial de 4,5%, no Brasil – 6%, na Argentina – 7,3%, em Portugal – 5,7%, nos EUA – 5,7% e na China – 2,3%, devendo o gigante norte-americano recuperar o estado de pleno emprego somente em 2025.

    Segundo Zandi, as previsões econômicas efetuadas pela empresa destinam-se a ajudar os atores dos mercados a navegar em um mar de incertezas sem precedentes e a tomar decisões informadas.

    Essas previsões econômicas de referência ilustram a trajetória mais provável para a economia global, de acordo com a Moody's Analytics.

    As previsões de referência fazem parte de um conjunto de 12 cenários previsionais, atualizados mensalmente, que projetam caminhos econômicos alternativos para mais de 100 países e regiões nos principais mercados.

    Estes cenários são baseados em um quadro de hipóteses que envolvem previsões sobre a evolução da COVID-19, fatores do lado da demanda, bem como políticas monetária e fiscal, e forças estruturais de longo prazo como a dívida soberana e a globalização, sendo a cada cenário atribuída uma probabilidade.

    "Devido à incerteza sem precedentes em torno da evolução do vírus e das políticas adotadas, mantemos vários cenários alternativos que cobrem uma gama de resultados possíveis para ajudar os usuários a avaliar o impacto em seus negócios e portfólios", observa Zandi.

    Essas previsões são baseadas no modelo macroeconômico global da Moody's Analytics, que encontra o equilíbrio – totalmente documentado e validado – entre a teoria econômica e o comportamento empírico.

    A Moody's Analytics é uma subsidiária da Moody's Corporation, fornecendo inteligência financeira e ferramentas analíticas que permitem aos líderes empresariais tomarem decisões informadas com maior rapidez.

    Tema:
    COVID-19 desafia mundo no início de junho (54)

    Mais:

    Economista explica por que 'não vai haver entrada de capitais novos' no Brasil
    Crescimento econômico no Brasil e no mundo está fora de questão em 2020, diz economista
    Economia dos EUA está em queda livre e crise é inevitável, advertem especialistas
    Tags:
    COVID-19, crise econômica, crise, PIB, economia mundial, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar