22:35 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)
    150
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro disse ao sair do Palácio da Alvorada que sancionará ainda nesta terça-feira (31) a ajuda de R$ 600 para os trabalhadores informais impedidos de trabalhar em razão da pandemia do novo coronavírus.

    O texto foi aprovado na noite de segunda-feira (30) pelo Senado Federal.

    "Está pronto o decreto [de regulamentação], só dar uma olhada e meter a caneta. Quem vai pagar é a Caixa Econômica Federal. Ouvi ontem [segunda-feira] alguns já reclamando: 'não sancionou ainda?' Foi ontem à noite que foi aprovado. Esse pessoal que reclamou, que tinha poder dentro do Congresso, tinha que ter aprovado no mesmo dia quando eu mandei para lá", disse Bolsonaro, citado pelo jornal Folha de S.Paulo.

    O governo havia proposto inicialmente um voucher de R$ 200 pelo período de três meses, para ajudar os trabalhadores informais que não poderão trabalhar durante a quarentena.

    Uma proposta da oposição elevou para 500 esse valor e, sob pressão no Congresso, o governo acabou concordando com um valor ainda maior, de R$ 600. Para as famílias com filhos, o benefício somará R$ 1.200.

    O impacto do auxílio de R$ 600 deve ficar em R$ 44 bilhões durante o período em que a medida vigorar, segundo integrantes da equipe econômica ouvidos pelo jornal.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)

    Mais:

    COVID-19: Câmara aprova pagamento de R$ 600 por mês a trabalhadores informais
    Sergio Moro autoriza emprego da Força Nacional para apoiar medidas contra coronavírus
    Secretário de Saúde do Rio revela 2ª faixa etária com maior número de internação pela COVID-19
    Tags:
    auxílio, Jair Bolsonaro, Brasil, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar