07:51 10 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    390
    Nos siga no

    Ministério da Economia anuncia diminuição da previsão de crescimento em meio a fortes incertezas no cenário internacional.

    O Ministério da Economia brasileiro informou que sua estimativa oficial para o crescimento do país se reduziu de 2,4% para 2,1% neste ano. A projeção foi publicada no Boletim Macrofiscal da Secretaria de Política Econômica nesta quarta-feira (11).

    "Estamos monitorando de perto os desdobramentos do COVID-19 e a recente queda no preço do petróleo e reafirmamos que a melhor resposta ao novo cenário é perseverar com as reformas fiscais e estruturais", declarou o Ministério da Economia sobre a baixa da previsão.

    Anteriormente, em uma pesquisa realizada na semana anterior junto ao mercado financeiro e apresentada nesta segunda-feira (9), o Banco Central apontou um crescimento de 1,99% para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e de 2,5% para 2021.

    Notas de reais, a moeda brasileira (foto referencial)
    Marcos Santos/USP Imagens/Fotos Públicas
    Notas de reais, a moeda brasileira (foto referencial)

    Além disso, nesta quarta-feira (11) o Ministério da Economia previu uma expansão de 2,5% para o PIB de 2021.

    O ministério informou que os efeitos relacionados ao coronavírus, que geraram uma fraca demanda global, sobre os países "dependerá de sua magnitude e da sua dinâmica de recuperação".

    "Os impactos esperados [do coronavírus] sobre a economia brasileira situam-se dentro de um intervalo de -0,1 ponto percentual a -0,5 ponto percentual no crescimento de 2020, com um valor próximo a 0,3 ponto percentual como sendo o cenário mais provável", considera o governo.

    Ainda que o cenário externo seja desafiador, o governo federal tem demonstrado sinais de que deseja manter o país atrativo para investimentos estrangeiros.

    Mais:

    Brasil ainda segue com perspectiva de PIB per capita em redução, diz economista
    EUA já podem estar em recessão econômica, diz especialista
    Como queda do petróleo está afetando economia brasileira e internacional?
    Tags:
    Brasil, economia, PIB, Banco Central
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar