16:48 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    371
    Nos siga no

    Após fechar no último pregão a R$ 4,3926 e atingindo pela primeira vez a marca de R$ 4,40 ao longo das operações, o dólar abriu nesta quarta-feira (26) após o Carnaval em um patamar ainda maior, a R$ 4,42.

    A volta do feriado se dá num ambiente de apreensão devido à confirmação do primeiro caso do novo coronavírus no Brasil. 

    Às 13h24, o dólar era negociado a R$ 4,4180, alta de 0,58%. A máxima até o momento foi de R$ 4,4240, maior cotação nominal intradia já registrada no país. 

    Na sexta-feira (21), a moeda encerrou o dia cotado a R$ 4,3926 na venda, novo recorde de fechamento nominal (sem considerar a inflação).

    Ao longo do último pregão antes do Carnaval, o dólar chegou a atingir a marca de R$ 4,4061 – até então a maior máxima nominal intradia já registrada.

    O avanço em fevereiro já é de 2,51%, enquanto em 2020 a moeda acumula alta de 9,55%.

    A desvalorização ocorre mesmo após o Banco Central anunciar um leilão extraordinário de dólares, que acontecerá durante a sessão desta quarta-feira. 

    Recentemente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o dólar alto e os juros baixos eram o novo "normal" da economia brasileira.

    Mais:

    Governo pretende promover indústria de defesa brasileira no exterior
    'Leão' ou 'atraso' para Brasil? Bolsonaro ganha apoio e pedido de impeachment da web
    Exportações de carne do Brasil dispararam apesar de coronavírus e preço da ração, diz analista
    FMI prevê estabilização da economia brasileira devido à 'melhora de atitude'
    Tags:
    Carnaval, juros, Paulo Guedes, economia, desvalorização, Bolsa de Valores, real, câmbio, Dólar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar