06:26 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    18595
    Nos siga no

    Rússia foi o segundo maior exportador de petróleo e derivados para os EUA em outubro de 2019, tendo aumentado a venda desta commoditie para o país americano nos últimos oito anos.

    Com 20,9 milhões de barris, a Rússia ficou em segundo lugar nas exportações de petróleo aos EUA, só atrás do Canadá, com 136 milhões de barris.

    Segundo relatório publicado pela agência de Administração de Informação de Energia do Departamento de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês), após a Rússia se segue o México, com 17 milhões de barris.

    Desta forma, a Rússia dobrou o montante de exportação de petróleo e derivados para os EUA entre janeiro, quando havia vendido 9,9 milhões de barris, e outubro de 2019, tendo a exportação crescido significativamente nos últimos oito anos.

    O resultado de outubro também é mais do dobro que o mesmo mês de 2018, quando as empresas russas exportaram 8,4 milhões de barris para o país americano, segundo o relatório.

    Sanções ajudaram

    Conforme publicou o jornal RBK, o aumento da compra do petróleo russo pelos americanos teria razão nas sanções de Washington contra a Venezuela e o Irã.

    Os EUA cessaram suas importações de petróleo e seus derivados da Venezuela em meados do ano passado.

    Também a queda do preço do petróleo russo Urals seria um dos motivos, segundo o analista do banco Raiffeisenbank, Andrei Polischuk.

    Mais:

    Por que consumo de petróleo está diminuindo na China? Cientista político explica
    Brasil quer crescer sem OPEP: remodelação do mercado de petróleo à vista?
    Chanceler do Irã insta Índia a desafiar sanções dos EUA e retomar compra do petróleo
    Tags:
    exportações, commodity, venda, Rússia, EUA, petróleo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar