03:42 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    0 24
    Nos siga no

    Venda de veículos novos no país foi a maior desde 2014, com alta de 8,7% em 2019 em comparação a 2018, segundo relatório da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). 

    De acordo com a associação de concessionárias, foram emplacados 2,78 milhões de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus no Brasil ao longo de 2019. Em 2018, esse número foi de 2,56 milhões. É o terceiro ano consecutivo de alta. 

    Em dezembro do ano passado foram 262.737 unidades, crescimento de 12% comparado com o mesmo mês de 2018. 

    Em 2014, foram vendidos 3,49 milhões de veículos novos no país. Já o ano em que a indústria automobilística mais vendeu no Brasil foi 2012, com 3,80 milhões. 

    Entre as motos, a alta foi maior: 14,6%. Ao todo, 1.077.553 motocicletas foram vendidas, contra 940.394 em 2018.

    Taxas de juros menores e queda no desemprego

    Por meio de nota, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção, disse que o "desempenho positivo se deve a alguns fatores econômicos, como taxa de juros menores e à queda nos índices de inadimplência e de desemprego".

    A entidade prevê um crescimento de 9,67% em 2020, abrangendo carros, motos, comerciais leves, caminhões, ônibus e implementos rodoviários.

    Mais:

    Buscamos de forma 'holística' inserir brasileiro no mercado de trabalho, diz Rogério Marinho
    Robôs podem gerar empregos no Brasil, diz especialista
    Governo reajusta salário mínimo para R$ 1.039 em 2020
    Tags:
    ônibus, caminhões, recessão, desemprego, veículos, carros, setor automotivo, indústria automobilística, juros, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar