07:47 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    460
    Nos siga no

    CEO da montadora de aviões norte-americana Boeing, Dennis Muilenburg, renuncia ao cargo em meio ao escândalo envolvendo a aeronave 737 MAX. De acordo com a declaração no site da empresa, seu sucessor será David L. Calhoun.

    A nova gerência tem como missão "o retorno seguro da [aeronave] 737 MAX" aos voos, disse a companhia.

    "A companhia também anunciou que Dennis A. Muilenburg renunciou ao cargo de CEO e de diretor do conselho de administração com efeito imediato”, informou a Boeing.

    O informe esclarece que a mudança na chefia da empresa foi necessária para "restaurar a confiança" na montadora e "reparar as relações com reguladores, clientes" e demais partes interessadas.

    Visão aérea de aeronaves modelos 737 MAX impossibilitadas de operar, estacionadas em aeroporto nos EUA, em setembro de 2019
    © REUTERS . Lindsey Wasson
    Visão aérea de aeronaves modelos 737 MAX impossibilitadas de operar, estacionadas em aeroporto nos EUA, em setembro de 2019

    A empresa anuncia que o diretor financeiro da companhia, Greg Smith, irá ocupar o posto de CEO durante o breve período de transição, até a posse de Calhoun.

    "Eu tenho plena confiança no futuro da Boeing e da [aeronave] 737 MAX. Estou honrado por liderar essa grande empresa e seus 150 mil funcionários dedicados", declarou Calhoun, conforme informou a assessoria de imprensa da Boeing.

    De acordo com a AFP, as ações da Boeing subiram 2.7 pontos percentuais após o anúncio da saída de Muilenburg. Na semana passada, as ações da empresa haviam despencado 4%, após anúncios de que a produção do 737 MAX seria interrompida.

    Crise na companhia

    A Boeing enfrenta uma grave crise, desde que dois acidentes aéreos envolvendo a sua aeronave 737 MAX resultaram em centenas de vítimas. Por outro lado, problemas com a nova nave espacial desenvolvida pela empresa, a Starliner, expuseram problemas no modelo de gestão da companhia.

    A renúncia do ex-CEO da Boeing, Dennis Muileburg, foi anunciada nesta segunda-feira (23), pela assessoria de imprensa da empresa
    © REUTERS / Jim Young
    A renúncia do ex-CEO da Boeing, Dennis Muileburg, foi anunciada nesta segunda-feira (23), pela assessoria de imprensa da empresa

    A nave foi lançada nesta sexta-feira (20) em modo não tripulado da base aérea de Cabo Canaveral (EUA). Durante o voo, foi identificada uma situação de emergência, devido a uma falha no sistema de contagem de tempo de voo.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar