18:13 18 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    231
    Nos siga no

    A moeda digital Facebook Libra, criada pelo Facebook e vinte diferentes companhias, deve ser lançada em 2020. Multinacionais de grande porte, como Mastercard e Visa, são alguns dos meios de pagamento que anunciaram participar da fase inicial do projeto.

    Os ministros de Finanças da União Europeia decidiram não permitir o funcionamento da Facebook Libra, ou de qualquer moeda digital ancorada a meios físicos ou reservas convencionais, dentro das fronteiras do bloco, informa a agência Reuters.

    ​Acreditamos que todos temos a responsabilidade de ajudar a promover a inclusão digital e defender constantemente a integridade da infraestrutura: libra.org/whitepaper.

    Após a reunião, os ministros europeus chegaram à conclusão de que é impossível precisar os riscos que um novo meio de pagamento pode acarretar.

    "Nenhuma moeda estável [como a Facebook Libra] deve operar na União Europeia até que os desafios e riscos legais, regulatórios e de supervisão sejam adequadamente identificados e abordados", divulgaram os ministros em declaração conjunta.

    De acordo com Valdis Dombrovskis, comissário europeu para as Finanças, os preparativos necessários já começaram.

    O futuro da cripotomoeda do Facebook se tornou incerto com a saída da Mastercard e Visa do projeto em outubro, porém, o restante dos participantes anunciou que estão determinados a prosseguir.

    Mais:

    Facebook acaba de anunciar sua nova moeda virtual, a Libra
    Valor do bitcoin dispara após declaração do presidente chinês Xi Jinping
    Febre do 'ouro digital'? Inesperado catalisador pode ocasionar novo boom do bitcoin
    Tags:
    União Europeia, criptomoeda, Facebook
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar