11:15 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Donald Trump, presidente dos EUA, e Xi Jinping, presidente da China (arquivo)

    Trump ameaça aumentar ainda mais taxas sobre produtos chineses

    © AP Photo / Andrew Harnik
    Economia
    URL curta
    9711
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou hoje aumentar ainda mais a sobretaxação aos produtos importados da China caso não haja um acordo comercial entre os dois países.

    Em conversa com jornalistas nesta terça-feira, durante reunião com ministros, o chefe de Estado norte-americano se disse feliz com o atual estado das negociações entre Washington e Pequim para acabar com uma guerra comercial que já dura mais de um ano e meio. No entanto, não descartou a imposição de novas tarifas aos chineses no caso de fracassarem essas negociações. 

    ​As duas potências afirmaram no mês passado que haviam chegado a um entendimento sobre um possível acordo comercial para encerrar as atuais disputas, mas não chegaram a assinar nenhum compromisso. De sua parte, Donald Trump disse que gostaria de ver um acordo assinado em algum lugar nos EUA por ele e pelo presidente Xi Jinping, da China.

    "Se não fizermos um acordo com a China, vou apenas aumentar as tarifas ainda mais", ameaçou o líder americano.

    A atual disputa comercial EUA-China teve início na primeira metade de 2018, quando o governo norte-americano anunciou a adoção de tarifas de dezenas de bilhões de dólares sobre produtos chineses, numa tentativa de corrigir o déficit comercial em relação ao país asiático, que decidiu responder na mesma moeda. A partir de então, a situação começou a se deteriorar, chegando a afetar centenas de bilhões de dólares em mercadorias, incluindo a maior parte dos produtos chineses destinados aos EUA.

    Mais:

    Negociação para encerrar guerra comercial com China está indo 'muito bem', diz Trump
    China exalta progresso para o fim da guerra comercial com os EUA, diz ministério
    Trump anuncia fim da 'guerra comercial' dos EUA com China
    Tags:
    Xi Jinping, disputa, guerra comercial, economia, Pequim, Washington, Estados Unidos, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar