01:39 16 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participa da 11ª Cúpula do BRICS

    Bolsonaro fala em 'desequilíbrio' que prejudica o Brasil no Banco do BRICS

    © REUTERS / Pavel Golovkin
    Economia
    URL curta
    Por
    11ª Cúpula do BRICS no Brasil (20)
    5318
    Nos siga no

    O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, pediu nesta quinta-feira (14) para corrigir um desequilíbrio que prejudica o Brasil no Novo Banco de Desenvolvimento (NDB).

    A fala do Bolsonaro ocorreu durante o diálogo dos líderes dos países do BRICS com o Conselho Empresarial e o Novo Banco de Desenvolvimento.

    "Os números mostram que é preciso trabalharmos juntos para superar o desequilíbrio em desfavor do Brasil na carteira de financiamento do NDB”, disse o presidente brasileiro.

    Cabe ao Brasil indicar o nome do próximo presidente do NDB. Atualmente a presidência do banco é do indiano K.V. Kamath.

    O presidente brasileiro disse que vai indicar "alguém que pode trabalhar ativamente para que o banco se consolide e cumpra sua missão institucional."

    O NDB abrirá um escritório regional em São Paulo, com uma representação em Brasília, como oportunidade de gerar crescimento e desenvolvimento entre os países.

    Criado em 2014, durante a 6ª Cúpula do BRICS realizada em Fortaleza, o Novo Banco de Desenvolvimento tem capital previsto de US$ 50 bilhões.

    Brasília está recebendo a 11ª Cúpula do BRICS.

    Tema:
    11ª Cúpula do BRICS no Brasil (20)

    Mais:

    'Estamos conversando com a China sobre livre comércio', diz Paulo Guedes em evento do BRICS
    Em fórum empresarial, líderes do BRICS criticam 'excesso de protecionismo'
    Combate ao terrorismo deve ser uma das prioridades do BRICS, dizem líderes dos países
    Putin defende que BRICS usem mais rublos em transações financeiras entre países do bloco
    Tags:
    África do Sul, China, Índia, Rússia, Brasil, cúpula, BRICS
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar