14:37 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio

    Bombardier lança novo modelo de jato executivo para competir com a Embraer

    © REUTERS / David Becker
    Economia
    URL curta
    232
    Nos siga no

    A companhia canadense aposta em que seu novo modelo, Liberty Learjet 75, de menor custo e com maior espaço para as pernas, possa finalmente retirar a brasileira da liderança do mercado de aviões corporativos.

    O modelo foi apresentado pouco antes da abertura do maior salão de aviação executiva do mundo, que está previsto para ter início nesta terça-feira (22), em Las Vegas, nos EUA.

    "Tem mais espaço e maior performance [do que os competidores] a um preço e custo operacional similares", declarou o gerente de planejamento de produto da Bombardier, Mischa Loeffler, à Reuters.

    De acordo com estatísticas, as vendas do modelo Learjet, produzido por montadora norte-americana adquirida pela Bombardier, já estão se aproximando da linha da Embraer Phenom, atual líder de mercado.

    Maquete do novo modelo da Bombardier, o Learjet Liberty 74, em exposição em Las Vegas, no dia 21 de outubro de 2019
    © REUTERS / David Becker
    Maquete do novo modelo da Bombardier, o Learjet Liberty 74, em exposição em Las Vegas, no dia 21 de outubro de 2019

    O vice-presidente de operações de design da Embraer Jatos Executivos, Jay Beever, disse à Reuters que o Learjet fazia parte de uma "disputa de brigas no setor" que, segundo ele, beneficiaria os clientes com designs aprimorados.

    No entanto, em 2018 o preço de um Learjet 75 era estimado em R$ 53 milhões, enquanto o modelo Phenom da Embraer era vendido a R$ 37 milhões.

    A empresa canadense alega ter conseguido baixar o seu preço para R$ 40 milhões, após retirar um equipamento da aeronave, a Unidade Auxiliar de Energia (APU, na sigla em inglês).

    O líder de vendas Embraer Phenom 300 durante vôo nos alpes franceses
    O líder de vendas Embraer Phenom 300 durante vôo nos alpes franceses

    Apesar do corte de preços do Learjet 75, o analista de mercado Richard Aboulafia disse que é improvável que a aeronave consiga ganhar parte considerável do mercado cativo da Embraer:

    "O Phenom 300 parece estar a salvo", disse o analista.

    De acordo com informações da Associação Geral de Fabricantes da Aviação (GAMA, na sigla em inglês), a Embraer entregou 25 jatos Phenom somente no primeiro semestre de 2019, comparados com somente quatro entregas do Learjet da Bombardier.

    Mais:

    Será o Pentágono o próximo destino do KC-390 da Embraer?
    Portugal 'aposenta' aviões norte-americanos e escolhe KC-390 da Embraer
    Economista: acordo Boeing-Embraer é 'lesivo para o Brasil' e UE tem razão em contestá-lo
    Tags:
    Bombardier, Phenom, Embraer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar