04:50 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    A bandeira da República Popular da China e as Estrelas e Listras dos Estados Unidos tremulam pela Avenida da Pensilvânia, perto do Capitólio dos EUA, durante a visita de Estado do presidente chinês, Hu Jintao em 18 de janeiro de 2011 (foto de arquivo).

    China afirma que só haverá 'acordo faseado' com EUA se estes revogarem tarifas

    © REUTERS / Hyungwon Kang
    Economia
    URL curta
    190
    Nos siga no

    A China enfatizou novamente que, para chegar a um acordo com os EUA, estes devem revogar as tarifas comerciais, segundo o porta-voz do Ministério do Comércio da China, Gao Feng.

    Durante entrevista coletiva, Gao afirmou que a postura chinesa nunca foi diferente em relação aos termos e condições para que ambos os países cheguem a um acordo.

    "O objetivo final de ambos os lados para as negociações é acabar com a guerra comercial, revogar todas as tarifas adicionais [...] Isso é bom para a China, bom para os EUA e bom para o mundo", afirmou Gao.

    As últimas negociações entre os dois países ocorreram no final da semana passada em Washington, quando os EUA afirmaram que iriam suspender um aumento tarifário sobre os produtos chineses que entraria em vigor na última terça-feira (15).

    O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que a China concordou com a "primeira fase de um acordo substancial" que será elaborado nas próximas semanas.

    Donald Trump, presidente dos EUA, e Xi Jinping, presidente da China
    © AP Photo / Andrew Harnik
    Donald Trump, presidente dos EUA, e Xi Jinping, presidente da China

    O porta-voz do Ministério do Comércio chinês afirmou que as empresas chinesas elevarão suas compras de produtos agrícolas dos EUA de acordo com as necessidades do mercado.

    Entretanto, Gao não confirmou quando a primeira fase do acordo será assinada ou se haverá outra reunião entre os dois países, ressaltando apenas que os dois lados permanecem em contato.

    "Esperamos que os dois lados possam continuar trabalhando em conjunto para fazer avançar as negociações e, assim que possível, chegar a um acordo faseado em busca de novos progressos a respeito da revogação das tarifas aduaneiras", concluiu.

    Mais:

    China revela como pretende resolver guerra comercial com os EUA
    Guerra comercial avança e exportações da China para EUA estão em queda
    Guerra comercial entre China e EUA traz 'instabilidade' para economia global, diz Merkel
    Tags:
    guerra comercial, tarifas, redução de tarifas, economia, acordo, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar