17:48 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    2331
    Nos siga no

    Moscou reduziu sua participação em títulos da dívida externa americana para US$ 8,5 bilhões (cerca de R$ 35 bilhões), de acordo com o Tesouro americano.

    Moscou tem continuado a se livrar dos títulos de dívida pública dos Estados Unidos. Em julho, o país possuía por volta de US$ 6,2 bilhões (cerca de R$ 25 bilhões) em títulos de longo prazo, enquanto o resto matinha em títulos de curto prazo.

    A Rússia começou a reduzir drasticamente os investimentos em títulos americanos nos primeiros meses de 2018.

    Em abril do mesmo ano, a participação russa nestes títulos caiu de US$ 96 bilhões (cerca de R$ 392 bilhões) para US$ 48,7 bilhões (cerca de R$ 199 bilhões). Desde então, a tendência descendente tem sido mais ou menos estável.

    Atualmente o Japão lidera a lista dos países possuidores dos títulos americanos com US$ 1,13 trilhão (cerca de R$ 4,6 trilhões).

    Desdolarização

    A Rússia tem aplicado uma política de desdolarização de sua economia através da adoção de trocas comerciais com outros países em moedas nacionais. A política tem recebido o apoio da China.

    Ao mesmo tempo, Moscou aumentou suas compras de ouro no mercado internacional. Suas reservas cresceram e o país tem sido um dos maiores compradores do metal precioso, junto com a China.

    Mais:

    UE prorroga sanções econômicas contra Rússia por mais seis meses
    Bloomberg: aposta da Rússia no ouro está valendo a pena
    Fim da era dólar ameaçaria hegemonia americana?
    Tags:
    desdolarização, Rússia, títulos do tesouro, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar