08:40 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Petrobras mostra recuperação no balanço do segundo semestre

    Venda de 8 refinarias da Petrobras atrai empresas chinesas e sauditas, diz agência

    Tânia Rêgo/Agência Brasil/Fotos Públicas
    Economia
    URL curta
    211416
    Nos siga no

    O plano do governo brasileiro de vender oito refinarias da Petrobras está atraindo petroleiras e tradings sauditas e chinesas, segundo agência.

    Segundo reportagem da agência Reuters, com base no depoimento de duas fontes que não tiveram seus nomes revelados, que entre os potenciais interessados está a PetroChina Co e Sinopec, que já tem uma joint venture no Brasil com a espanhola Repsol.

    A empresa saudita Saudi Aramco, está planejando propor uma das maiores ofertas públicas (IPO, sigla em inglês) do mundo e está analisando os números das refinarias.

    Cerca de 20 empresas assinaram termos de confidencialidade para garantir o acesso aos dados das refinarias e sinalizam que estão considerando em apresentar uma oferta.

    Além da chinesa e da saudita, as outras companhias interessadas incluem as tradings Vitol, Glencore e Trafigura. E as empresas brasileiras Ultrapar Participações e Raízen, uma joint venture entre a brasileira Cosan e a Shell.

    A venda das refinarias da Petrobras pode arrecadas até US$ 18 bilhões, cerca de R$ 74 bilhões. As refinarias terão que ser vendidas uma por uma e o mesmo comprador não poderá adquirir duas refinarias na mesma região, no Nordeste ou no Sul.

    Mais:

    Venezuela e China expandem refinaria de petróleo em meio às sanções americanas
    Especialista: petroleiras brasileiras são as maiores interessadas nos 27 campos à venda da Petrobras
    Governo Bolsonaro anuncia pacote de privatização com 9 estatais
    Tags:
    Faixa de Gaza, Hamas, Exército de Israel, Gaza, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar