00:37 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Correios

    Correios, Eletrobras, Casa da Moeda e mais 14 estatais entram em lista de privatização

    Tânia Rêgo/ Agência Brasil
    Economia
    URL curta
    192328
    Nos siga no

    O Governo Federal deve oficializar na tarde desta quarta-feira (21) as 17 empresas estatais que pretende privatizar. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a lista irá "surpreender".

    "E nós achamos que vamos surpreender. Tem gente grande aí que acha que não será privatizado e vai entrar na faca", disse Guedes na terça-feira (20).

    O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta quarta não se lembrar de todas as empresas, mas confirmou que os Correios integram a lista. O presidente disse que a privatização da empresa responsável pelo envio de entregas e encomendas no Brasil será um "processo bastante longo" porque precisa ser aprovado pelo Congresso.

    O Poder360 antecipou a lista das 17 empresas que fazem parte da lista de futuras privatizações:

    • Emgea (Empresa Gestora de Ativos)
    • ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias)
    • Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados)
    • Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social)
    • Casa da Moeda
    • Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo)
    • Ceasaminas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais)
    • CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos)
    • Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.)
    • Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo)
    • EBC (Empresa Brasil de Comunicação)
    • Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada)
    • Telebras
    • Correios
    • Eletrobras
    • Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva)
    • Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo)

    Mais:

    Desemprego aumenta e atinge 13,4 milhões de brasileiros
    Desemprego cai para 12%, mas subocupação bate recorde
    Chega a 13,2 milhões o número de desempregados no Brasil, diz IBGE
    Desemprego é o principal fator para aumento da concentração de renda no Brasil, diz economista
    Tags:
    Jair Bolsonaro, Paulo Guedes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar