17:43 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Proibição de importação de frango brasileiro pela UE deve causar 30 mil demissões no setor

    'Reino Unido é especialista nessas especulações', diz presidente do CNPC sobre frango com salmonela

    Jonas de Oliveira/ANPR/Fotos Públicas
    Economia
    URL curta
    573

    A Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, confirmou que o Reino Unido devolveu 1,4 mil toneladas de frango ao Brasil em razão de ter sido detectada a presença de salmonela nos produtos

    A informação da devolução da exportação foi noticiada primeiramente pelo jornal britânico The Guardian, a partir de uma investigação feita pela ONG Repórter Brasil.

    Tereza Cristina disse que 17 containers foram devolvidos, sendo 16 em razão da detecção de salmonela e um por problemas de refrigeração. Ela argumentou que esse tipo de medida é comum e ocorre na exportação a outros países.

    Segundo Sebastião Costa Guedes, ex-presidente da Academia Brasileira de Medicina Veterinária e presidente em exercício do Conselho Nacional da Pecuária de Corte (CNPC), acredita que "há muita especulações" nesse caso.

    "O Reino Unido é especialista nessas especulações, eles só não recordam que quem criou a vaca louca no mundo foram eles mesmos, dando resíduos de ovinos para alimentar bovinos", disse à Sputnik Brasil.

    A ministra Tereza Cristina informou que, com a devolução, a carne pode ser utilizada no mercado brasileiro.

    Sebastião Costa Guedes não acredita que haja riscos nesse procedimento.

    "O Brasil tem um serviço de inspeção federal [que é] de modo geral muito bom. Tivemos alguns problemas aí identificados na [Operação] Carne Fraca, que o governo finalmente tomou providências contra certas pessoas que se envolveram em atividades ilícitas, mas o Brasil tem um bom controle do sistema de inspeção federal. Não vejo riscos não".

    A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) fez uma nota fez uma nota em defesa do produto brasileiro.

    "O Brasil é atualmente o maior exportador de carne de frango do mundo, posição conquistada não apenas pela capacidade de abastecer os mercados internacionais, mas também pela prioridade em oferecer qualidade e segurança dos alimentos", escreveram.

    Mas afinal, o que é e como evitar a salmonela?

    Para entender melhor sobre como se prevenir para não ser infectado pela salmonela, a Sputnik Brasil entrou em contato com a Maria Lúcia Penna Queiróz, biomédica, professora do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

    Segundo ela, a salmonela é um enterobacteriaceae e tem diversos reservatórios animais. O principal para se prevenir bem da salmonela é cozinhar bem os alimentos.

    "Essa bactéria ela é sensível ao tratamento térmico, então se o alimento for submetido ao cozimento o risco é muito pequeno de contaminação dos humanos por essa bactéria", explica Maria Lúcia.

    No entanto, caso o indivíduo seja contaminado o quadro apresentado será uma diarreia, que pode ser resolvida em poucos dias.

    "O quadro observado é uma gastroenterite, uma diarreia, que se resolve em alguns dias com repouso, reposição de líquidos. O quadro se agrava quando o indivíduo tem alguma doença de base importante e também oferece um risco maior principalmente para as crianças e para os idosos, de uma maneira geral", completou.

    O ideal é não consumir alimentos crus e, se for o caso, tomar cuidado com a procedência do alimento.

    Mais:

    Índia abre portas para carne de frango do Brasil
    Embargo saudita a frango brasileiro é 'aviso' a Bolsonaro, diz especialista
    Brasil revende frango vetado na Europa por conter salmonela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar