17:43 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da China,  Xi Jinping (foto de arquivo)

    EUA não estariam dispostos a assinar acordo comercial 'justo' com China, segundo relatos

    © REUTERS / Carlos Barria
    Economia
    URL curta
    530
    Nos siga no

    A China espera que as negociações do G20, que ocorre nesta semana, resultem em um acordo comercial justo, entretanto, isso pode não acontecer.

    Isso devido ao fato de que os EUA não apresentaram qualquer interesse em formar um acordo justo com a China. O representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, havia afirmado durante conversas com a contraparte chinesa, que não haverá um acordo "justo", segundo fonte ligada ao assunto.

    Donald Trump e Xi Jinping durante a reunião bilateral na cimeira do G20 em Buenos Aires
    © AP Photo / Pablo Martinez Monsivais
    Donald Trump e Xi Jinping durante a reunião bilateral na cimeira do G20 em Buenos Aires

    Outras duas fontes informaram à CNBC que Lighthizer rejeitou a proposta chinesa de que qualquer acordo comercial deveria ser "justo".

    "O texto deve se justo e expressar termos aceitáveis pelo povo chinês e não minar a soberania e dignidade do país", afirmou o vice-primeiro-ministro chinês.

    As autoridades do país asiático esperam resolver algumas questões pendentes durante a cúpula do G20. Entre as prioridades estará o assunto relacionado à proibição da venda de tecnologia norte-americana para a Huawei, além da retirada de todas as tarifas atuais e a aceitação de um menor volume de compras de produtos norte-americanos, segundo relatos de pessoas conhecedoras da situação.

    Na quarta-feira (28), o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que gostaria de assinar um acordo, mas com os mesmos termos atuais.

    Mais:

    China confirma encontro trilateral de Xi, Putin e Modi durante cúpula do G20
    Empresa cibernética aponta China como suspeito principal de espionagem mundial
    China faz compras maciças de ouro se afastando do dólar em meio a tensões com EUA
    Tags:
    proposta, Negociação, guerra comercial, acordo, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar