03:04 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Retratos dos presidentes dos EUA e da China em revistas chinesas (foto de arquivo)

    Pequim: China lutará 'até o fim' se EUA querem escalar conflito comercial

    © AFP 2019 / NICOLAS ASFOURI
    Economia
    URL curta
    7200
    Nos siga no

    A China não tem medo da escalada do conflito comercial com os EUA, declarou hoje (11) o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang.

    "A China não quer lutar em uma guerra comercial, mas não temos medo de lutar em uma guerra comercial", disse o porta-voz da chancelaria chinesa em uma coletiva de imprensa.

    Além disso, Geng sublinhou que as autoridades chinesas continuam abertas para negociar com os EUA, se esse diálogo for baseado na igualdade.

    "Se os EUA apenas quiserem escalar disputas comerciais, responderemos com firmeza e lutaremos até o fim", acrescentou Geng.

    O porta-voz se recusou a confirmar se o líder chinês Xi Jinping se reunirá com o presidente dos EUA, Donald Trump, durante a cúpula do G20, prometendo que a chancelaria vai "anunciar essa informação quando a tiver".

    Na segunda-feira (11), Trump acusou a China de desvalorizar sua moeda há anos para obter vantagem competitiva em relação aos EUA e ameaçou introduzir novas tarifas contra mercadorias chinesas no valor de 300 bilhões de dólares (R$ 1,16 trilhão) se Xi não se encontrar com Trump entre 28 e 29 de junho durante a cúpula G20.

    As duas maiores economias do mundo – a China e os EUA – estão envolvidas em uma disputa comercial desde março de 2018. Em maio de 2019, as tensões se agravaram ainda mais, quando o presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu aumentar as tarifas de 10% para 25% sobre cerca de 200 bilhões de dólares (cerca de R$ 800 bilhões) em importações chinesas.

    A China, por sua vez, também aumentou as tarifas chinesas sobre uma série de produtos estadunidenses no valor de 60 bilhões de dólares (cerca de R$ 230 bilhões).

    Mais:

    Guerra comercial entre EUA e China reduzirá PIB global em 0,5%, diz FMI
    EUA enviam navios da Guarda Costeira para mar do Sul da China
    Tags:
    tarifas, disputa comercial, guerra comercial, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar