17:27 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Relógio da Dívida Nacional em Manhattan, na cidade de Nova York, EUA, 30 de novembro de 2017

    Boom de endividamento público: EUA podem atingir 150% do PIB em 30 anos

    © REUTERS / Shannon Stapleton
    Economia
    URL curta
    7240

    O Escritório de Orçamento do Congresso dos EUA (CBO) apresentou um gráfico da dinâmica da dívida pública americana em que mostra seu crescimento acelerado.

    Segundo o prognóstico, a previsão para 2029 é que o índice atinja 93% do PIB anual e, até 2049, suba para 150% - um valor nunca antes visto.

    A possível explicação para isso é que este previsível crescimento estável da dívida pública se deve à persistência de grandes déficits, enquanto a espiral de dívida vai muito além do valor básico de US$ 22 trilhões (R$ 86 trilhões) correspondente à dívida governamental.

    Em março de 2018, a administração da Reserva Federal (Fed) dos EUA estimou que o endividamento de todos os setores, incluindo títulos, empréstimos e títulos intergovernamentais, ultrapassou US$ 72 trilhões (R$ 283 trilhões).

    Este enorme montante dividido pelo número de habitantes dos EUA (329 milhões, de acordo com o censo nacional), equivaleria a quase US$ 220 mil (R$ 864 mil) por pessoa.

    O Tesouro dos EUA, os estados federados e o setor financeiro têm vindo a contrair empréstimos a um ritmo vertiginoso nos últimos 40 anos, com ênfase especial por volta de 2008, quando a crise financeira global começou.

    A dívida bruta subiu de US$ 5 trilhões no início da presidência de Ronald Reagan para US$ 29 trilhões quando George W. Bush tomou posse. Entretanto, durante a crise, o valor quase dobrou, atingindo US$ 54 trilhões, e desde então aumentou mais US$ 18 trilhões.

    O Departamento do Tesouro terá que tomar medidas extraordinárias para evitar que o país entre em incumprimento do próximo limite da dívida no final de setembro ou início de outubro.

    Mais:

    Dólar desnecessário: como moeda americana está perdendo posições na arena global
    EUA consideram injetar dólares na Venezuela se regime de Maduro cair
    Arábia Saudita pondera abandonar dólar se lei anti-OPEP for aprovada nos EUA
    Tags:
    Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos, EUA, dívida pública, Escritório de Orçamento do Congresso dos EUA (CBO)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar