10:41 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Dólar com bandeira dos EUA de fundo

    Enterrando o dólar: Rússia reforça reservas nacionais com ações em yuan, euro e iene

    CC BY 2.0 / Images Money / Dollar
    Economia
    URL curta
    3160

    A medida surgiu após Moscou ter sinalizado a disposição de reduzir sua dependência do dólar, ressaltando que não há planos em restringir as transações na moeda norte-americana.

    A Rússia afirmou que o objetivo da desdolarização é melhorar a integridade da economia russa, protegendo-se da onda de sanções dos EUA.

    No final de julho de 2018, o Banco Central russo reduziu a parcela do dólar em suas reservas internacionais para 24,4%, ao mesmo tempo que aumentou as ações em euros e yuans para 32% e 14,7%, respectivamente, segundo avaliações bancárias.

    Simultaneamente, o regulador aumentou a participação de várias outras moedas de 12,4% para 14,7%, incluindo libras do Reino Unido, o iene japonês, dólares canadenses e australianos, bem como francos suíços.

    Segundo a pesquisa, o maior rendimento entre as carteiras de ativos em moeda, entre junho de 2017 e junho de 2018, foi demonstrado pelo yuan, com 3,2% ao ano, enquanto o rendimento do dólar dos EUA foi de 0,35 %. Já o volume de moeda estrangeira e ativos de ouro do Banco Central da Rússia aumentou de US$ 40,4 bilhões (R$ 148,71 bilhões) para US$ 458,1 bilhões (R$ 1686,22 bilhões) no mesmo período.

    Com relação às sanções e tentativas americanas de usar o dólar como instrumento de pressão, no final de novembro, o presidente russo Vladimir Putin observou que os EUA "não estão atirando no próprio pé, mas sim um pouco mais alto".

    "Não temos o objetivo de nos afastarmos do dólar, somos forçados a fazer isso. Deixe-me assegurar-lhe, vamos fazer isso […] Nós simplesmente não queremos fazer nada súbito que nos prejudique […] nós não estamos deixando o dólar, o dólar está nos deixando", afirmou Putin.

    Barras de ouro empilhadas em cofre na Casa da Moeda dos Estados Unidos, Nova York, em 22 de julho de 2014 (imagem de arquivo)
    © AP Photo / Mike Groll, File
    O comentário do líder russo surgiu após o presidente do segundo maior banco russo, o VTB, ter apresentando um plano de desdolarização que foi bem recebido pelo Ministério das Finanças da Rússia, estipulando uma mudança gradual para o comércio bilateral com vários países em suas próprias moedas.

    Moscou explicou que a principal motivação por trás do movimento é estimular o crescimento econômico e proteger a economia das sanções dos EUA.

    Mais:

    Moeda russa fecha o ano com acentuada queda frente a euro e dólar
    Índia considera comercializar com a Turquia usando lira ao invés do dólar
    Nações contra dólar: Índia se une a Turquia e Coreia do Sul para derrubar moeda dos EUA
    Adeus ao dólar? Nova Deli e Abu Dhabi acordaram realizar comércio em moedas locais
    Tags:
    reservas de ouro, iene, euro, yuan, desdolarização, dólar, Banco Central da Rússia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar