00:01 08 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    3120
    Nos siga no

    Os fluxos monetários do yuan crescerão em longo prazo se Pequim continuar abrindo gradualmente seu sistema financeiro, fazendo com que a moeda cresça ainda mais no mercado global, dizem economistas.

    Devido à permissão chinesa de entrada de capital estrangeiro no país, através da abertura financeira seletiva, além de seguir o comércio da iniciativa "Um Cinturão, Uma Rota", a moeda chinesa se tornará mais importante globalmente, afirmou Chi Lo, economista da BNP Paribas Asset Management em Hong Kong.

    "Se você olhar nessa direção, não há como o yuan ser uma moeda fraca, caso contrário as pessoas não o aceitarão e não poderá ser uma moeda global se for uma moeda fraca em longo prazo", disse Lo à CNBC na segunda-feira (3).

    Segundo o relatório mensal do sistema global de transferências financeiras, SWIFT, a moeda chinesa foi a sexta moeda mais usada em pagamentos domésticos e internacionais em outubro.

    O principal fator que afeta o yuan, de acordo com o banco HSBC, é a concentração dos mercados na guerra comercial entre China e EUA. No entanto, a abertura dos mercados financeiros chineses é "provavelmente a influência mais importante e duradoura" sobre a moeda, afirmou o banco, adicionando que o a moeda "será cada vez mais impulsionada pelos fluxos de contas de capital, e não apenas pelos fluxos relacionados ao comércio".

    O banco espera uma mudança significativa à medida que a China abrir mais as portas: "Acreditamos que este seja apenas o começo de uma tendência plurianual para o reequilíbrio da carteira de investimentos em uma dimensão global."

    O economista Lo acredita que o processo da política de "reforma e abertura" tenha sido rigoroso e gradualmente controlado, sendo provável que continue assim. Ele classifica a abertura da China como "assimétrica", significando que permite mais a entrada de capital, do que a saída.

    Os acordos de transições monetárias, que o Banco Popular da China alcançou com outros bancos centrais, podem ser vistos como parte dos "esforços da China para melhorar e aumentar a aceitação da internacionalização do yuan", disse Qinwei Wang, economista sênior da Amundi Asset Management.

    Mais:

    O que dará um yuan fraco à China na guerra comercial com EUA?
    China volta a desvalorizar yuan em meio à disputa comercial com EUA
    China força depreciação artificial do yuan em meio a guerra comercial contra os EUA
    Yuan chinês está a caminho de se converter em moeda global
    Tags:
    investimento, transações comerciais, comércio mundial, moeda, yuan, SWIFT, HSBC, BNP Paribas, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar