13:11 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Retratos dos presidentes dos EUA e da China em revistas chinesas (foto de arquivo)

    Trump espera fechar 'ótimo acordo' comercial com China

    © AFP 2018 / NICOLAS ASFOURI
    Economia
    URL curta
    213

    O presidente norte-americano Donald Trump ressaltou, em entrevista à Fox News, que prevê um "acordo completo" com a China no comércio, mas que Pequim ainda não está pronto para isso.

    "Acho que vamos fazer um ótimo acordo com a China, e isso tem que ser ótimo porque eles esgotaram nosso país", disse o presidente americano. 

    Referindo-se a US$ 500 bilhões (R$ 1,8 trilhão) que Trump afirmou que a China recebe anualmente dos EUA, ele prometeu que Washington vencerá um confronto econômico com Pequim.

    Seus comentários foram pronunciados um dia depois que o subsecretário das Relações Exteriores da China, Zhang Hanhui, ressaltou que Pequim não está preparado para minimizar seu comércio com os EUA, apesar do atual conflito comercial entre os dois países. 

    "Não queremos minimizar nosso comércio com os Estados Unidos. O volume do comércio sino-americano depende do lado norte-americano", destacou. 

    A disputa comercial entre Washington e Pequim começou em abril, depois que os EUA impuseram tarifas de 25% e 10% sobre as importações de aço e alumínio da China. Desde então, os dois países trocaram várias rodadas de aumento de tarifas entre si. 

    Em 24 de setembro, as novas tarifas de Trump sobre produtos e serviços chineses no valor de US$ 200 bilhões (R$ 743,5 bilhões) entraram em vigor, com Washington alertando que poderia impor taxas semelhantes equivalentes a US$ 267 bilhões (R$ 992,5 bilhões) a outros produtos e serviços no futuro. 

    A Administração de Trump introduziu várias tarifas no valor de dezenas de bilhões de dólares a produtos chineses desde março, em um esforço para reconstruir a base industrial dos EUA.

    A China reagiu impondo tarifas contra produtos norte-americanos, mas continua afirmando que não pode haver vencedores em uma guerra comercial.

    Mais:

    'Simplesmente não pode haver nenhuma ruptura com China', diz analista sobre novo governo
    Novidade misteriosa: pequeno submarino de classe desconhecida é visto na China (FOTO)
    Japão planeja construir base militar perto de territórios disputados com China
    Tags:
    alumínio, aço, importações, tarifas, acordo comercial, Donald Trump, Pequim, Washington, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik