16:15 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira dos Estados Unidos da América

    Sanções dos EUA causam efeito inesperado na Rússia, escreve WSJ

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Economia
    URL curta
    14644

    As medidas restritivas impostas por Washington acabaram elevando os preços do petróleo e enfraquecendo a moeda nacional russa, provocando um "impulso inesperado" da economia da Rússia, escreve o Wall Street Journal.

    Desde meados de agosto, as sanções dos EUA contra Teerã levaram a um aumento de 14% nos preços do petróleo, fazendo com que os exportadores do "ouro negro" russo aumentem significativamente a receita, de acordo com a publicação

    O jornal também ressalta que, em 2018, as cotações das empresas petrolíferas russas Rosneft e Lukoil subiram 56 e 39%, respectivamente. Enquanto isso, o preço do rublo sofreu uma queda de 15% desde abril, o que acabou gerando um aumento na competitividade dos produtos russos. 

    "A Rússia se sente muito melhor com os altos preços do petróleo e com um rublo fraco. Do ponto de vista orçamentário, isso é duplamente positivo", disse Viktor Szabo, especialista da empresa de investimentos Aberdeen Asset Management.

    Após o golpe ocorrido na Ucrânia e a reunificação da Crimeia à Rússia (através de referendo e de forma democrática), as relações entre o país eslavo e o Ocidente pioraram. Os EUA, junto com outros países, acusaram Moscou de intervenção nos assuntos internos ucranianos, o que foi repetidamente negado pela Rússia.

    Mais:

    Sanções americanas por S-400 'aproximarão a Índia ainda mais da Rússia', diz analista
    Países da Organização de Cooperação de Xangai se unem contra sanções dos EUA
    Índia não receia possíveis sanções dos EUA pela сompra de S-400 russos
    Rússia torna-se menos dependente do petróleo e sanções, diz ministro das Finanças russo
    Tags:
    mercado petrolífero, cotações, consequências, rublo, petróleo, sanções, Lukoil, Rosneft, Teerã, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik