20:38 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Notas de dólar e rublo (imagem de arquivo)

    Como Rússia planeja desdolarizar sua economia?

    © Sputnik / Alexandr Demyanchuk
    Economia
    URL curta
    5180

    No dia 4 de outubro, o Ministério das Finanças da Rússia anunciou o programa de desdolarização, que prevê o cancelamento da restituição das receitas de exportação e da garantia do retorno de impostos sobre valor agregado para exportadores.

    Esse tratamento preferencial será dado apenas aos exportadores que fizerem pagamentos usando a moeda russa, e desta maneira o governo da Rússia poderá se livrar gradualmente da dominação do dólar norte-americano.

    Segundo diferentes analistas econômicos disseram ao RT, este é um processo longo e dispendioso, embora seja uma tendência inevitável para a Rússia e também para a economia global.

    O corretor de seguros Andrei Perekalsky alega que o país eslavo também tem que realizar pagamentos em rublos a nível internacional "para os ativos mais populares da Rússia no mercado global, como petróleo, gás e armas". Ele também adiciona que Moscou deveria colaborar com Pequim e UE pra criar uma alternativa ao sistema interbancário global SWIFT.

    Entretanto, o analista da empresa TeleTrade, Pyotr Pushkariov, argumenta que a Rússia pode manter sua moeda nacional estável apesar das sanções americanas e que ela deveria diversificar as transações usando as moedas chinesa, vietnamita, indiana e o euro.

    "Não devemos ter medo do euro, o dólar está muito mais supervalorizado em relação ao euro, o FMI [Fundo Monetário Internacional] prevê uma desvalorização gradual do dólar em 10 a 15%", disse o analista.

    Já o presidente da companhia Castle Family Office em Singapura, Eldiyar Muratov, não concorda que o euro seja benéfico para Moscou, afirmando que "se quiser manter seu dinheiro em euros, você paga por isso".

    De acordo com o analista do Centro Financeiro Internacional, Vladimir Rozhanovski, a desdolarização da economia russa é dificultada pela volatilidade do rublo.

    "À medida que o rublo cresce como moeda de liquidação, o Banco Central precisa evitar a volatilidade que prejudica seu papel nas operações comerciais internacionais", disse Rozhanovski, acrescentando que o órgão regulador deve "olhar para a experiência positiva da China ou mesmo da Bielorrússia".

    Na opinião do analista principal da Forex Optimum, Ivan Kapustyansky, a Rússia deve desenvolver seus próprios mercados financeiros. "É necessário se proteger dos riscos cambiais, pelo menos com a ajuda de opções financeiras, futuros, etc.", disse ele.

    Mais:

    Independência do dólar: economista indica principal objetivo do petro venezuelano
    Moeda única do BRICS poderia substituir dólar, afirma deputado russo
    Dólar corre risco de perder hegemonia global, adverte financista
    Presidente de grande banco nacional revela seu plano de desdolarização da Rússia
    Tags:
    dólar, moedas, impostos, rublo, exportação, economia, euro, Ministério das Finanças da Rússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik