03:26 19 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Notas de euros, dólares norte-americanos e rial iraniano

    Transações entre UE e Irã podem afetar negativamente o dólar?

    © AFP 2018 / ATTA KENARE
    Economia
    URL curta
    650

    O mecanismo financeiro criado pela União Europeia para efetuar transações com o Irã contornando as sanções prejudicaria a estabilidade estratégica do dólar como moeda de reserva, disse o primeiro vice-presidente da Duma de Estado da Rússia para política econômica, Vladimir Gutenev.

    Em declaração conjunta, emitida no final da reunião ministerial à margem das Nações Unidas, os representantes da Rússia, Reino Unido, França, Alemanha, China, UE e Irã declararam que irão proteger suas empresas de sanções secundárias americanas por cooperação com o Irã.

    "A curto prazo, acho que isso não é muito ameaçador [para os EUA], mas é uma tendência séria e, em primeiro lugar, é uma tendência para as empresas europeias", disse Gutenev à Spuntik.

    O político sublinhou que as empresas europeias, apesar do apoio de seus governos nacionais e da União Europeia como um todo, "que declara sua disponibilidade para compensar as empresas que sofreriam com as sanções americanas impostas por violação do acordo de cooperação com o Irã", temendo a perda do mercado dos EUA, preferirão suspender as relações comerciais com o Irã.

    "A criação de uma infraestrutura financeira, que permitiria a saída da Europa, pelo menos em suas próprias operações comerciais internas, do circuito do dólar e a transição para operações em euros com aqueles países cujas relações comerciais são estrategicamente importantes [nos quais eu, naturalmente, incluo a Rússia] irão minar a estabilidade do dólar como moeda de reserva", acredita o deputado.

    "Para manter seu domínio, a América teria que aumentar a taxa interna de rentabilidade, e isso em meio à grande dívida interna, que excede US$ 21 trilhões [R$ 86 trilhões], e ao balanço negativo do comércio exterior, é claro que resultaria em um enfraquecimento do dólar. Portanto, […] estrategicamente este movimento é um passo muito infeliz para os EUA e para a economia global, em que o dólar é a moeda de reserva mundial", concluiu.

    Mais:

    Tribunal norte-coreano pede que o sistema legal internacional remova sanções americanas
    China aposta na cooperação com Rússia para deixar EUA e sanções para trás
    China cancela visita do chefe da Marinha aos EUA após sanções de Washington
    Embaixador saudita teme sanções dos EUA por compra do sistema S-400 russo
    Tags:
    sanções econômicas, união europeia, transações comerciais, euro, rial, dólar, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik