05:37 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Recep Tayyip Erdogan, presidente de Turquia (foto de arquivo)

    Erdogan: EUA estão por trás da 'tentativa de assassinato econômico' da Turquia

    © REUTERS / Osman Orsal
    Economia
    URL curta
    14221

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou os EUA de terem desencadeado uma guerra econômica contra seu país. Em uma reunião do partido governamental realizada em Ancara nesta sexta-feira (15), o presidente defendeu o aumento do papel da lira turca nos pagamentos mútuos com outros países.

    "Temos enfrentando um feroz ataque que tem como alvo a economia turca depois de que uma série de declarações negativas dos EUA sobre nosso país foi utilizada como pretexto", afirmou Erdogan, citado pela agência Reuters, qualificando a queda da moeda nacional em relação ao dólar como "tentativa de assassinato econômico".

    O governo turco está tentando estabilizar a lira, que desvalorizou mais de 40% em relação ao dólar este ano devido às preocupações dos investidores em relação à política do Banco Central da Turquia e às tensões entre Ancara e Washington. Ergodan apelou aos turcos para que convertessem todas as suas poupanças em liras e pediu ao setor privado para não abandonar a produção e os investimentos.

    A lira turca reforçou suas posições depois de o Banco Central do país aumentar a taxa de juros em 6,25 pontos percentuais até 24%. O presidente é um oponente da subida da taxa de juros e alguns investidores na economia turca se mostram preocupados que Erdogan possa intervir na atividade do Banco Central.

    Mais:

    Analista: cooperação entre Rússia e Turquia na questão síria irrita EUA
    Na Turquia, 3 pessoas são presas por atirarem contra embaixada dos EUA
    Turquia confirma de novo intenção de comprar mísseis S-400, apesar da pressão dos EUA
    Tags:
    tensões, lira turca, economia, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik