07:48 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Produção da usina siderúrgica de Magnitogorsk

    Sanções dos EUA contra Irã poderiam afetar indústria metalúrgica russa?

    © Sputnik / Alexandr Kondratyuk
    Economia
    URL curta
    325

    As usinas metalúrgicas da Rússia e Cazaquistão poderiam reduzir o fornecimento de bobinas de aço laminadas a quente para o Irã a quase zero devido à ameaça de novas sanções, informou a Reuters, citando fontes.

    O artigo da Reuters menciona as gigantes russas Severstal e Magnitogorsk (MMK, sigla em russo), que fornecem bobinas de aço laminadas a quente para o Irã.

    No entanto, segundo Andrei Yeremin, diretor econômico da empresa metalúrgica Magnitogorsk, a redução na oferta de bobinas para o Irã não tem relação direta ao medo das sanções dos EUA.

    "No momento, não fornecemos produtos siderúrgicos ao mercado iraniano. Mesmo antes da introdução das sanções, os insumos eram insignificantes. O Irã está aumentando sua própria produção de aço e reduzindo o volume de importações", esclareceu Yeremin à Sputnik Persa.

    O diretor da MMK sublinhou que a empresa não sofreu perdas significativas devido ao fim das vendas para o Irã.

    "As sanções que ameaçam o Irã e que não permitiriam que a MMK trabalhasse com esse país não nos afetarão. Estamos redirecionando os fornecimentos para outros mercados. Também esvaziamos os armazéns nos portos e atualmente não temos nenhuma obrigação. No momento fornecemos a maioria dos produtos para a Turquia", explicou.

    Por sua vez, Anastasiya Popinako, do Departamento de Comunicações Externas da Severstal, confirmou as informações fornecidas pelo representante da MMK.

    "Por razões internas, a Severstal suspendeu e redistribuiu para outros mercados o volume de produtos exportados para o Irã. Os fornecimentos para esse cliente eram insignificantes e não afetaram os lucros da empresa", afirmou ela.

    O crescimento da produção de aço no Irã causou a redução das compras iranianas de siderúrgicas russas, disse Mohammad Nezami, diretor do Departamento de Relações Públicas da usina iraniana Mobarakeh Steel Company, a maior produtora de aço no Oriente Médio e Norte da África.

    "O Irã cobre suas necessidades de produtos de aço de forma autônoma, a produção de aço dentro do país está bem estabelecida, não dependemos da importação desses produtos. Mesmo se assumirmos que eles venham a impor restrições, o Irã não será afetado pela perda de fornecedores da Rússia ou Cazaquistão, uma vez que é capaz de satisfazer todas as suas necessidades internas de aço", comentou, enquanto manifestou dúvidas de que a Rússia venha seguindo as regras dos EUA no âmbito econômico.

    Em 4 de novembro entrará em vigor um novo pacote de sanções dos EUA que visa limitar as ações comerciais de operadores portuários, navios e setores de construção naval do Irã.

    Mais:

    Putin: combate ao terrorismo e economia são principais áreas de trabalho do BRICS
    Trump diz que a economia da China está caindo vertiginosamente
    Rússia acelera desdolarização da sua economia
    Tags:
    aço, siderurgia, sanções, EUA, Rússia, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik