17:53 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Relógio Apple

    Como guerra comercial de Trump pode desmoronar Apple?

    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Economia
    URL curta
    3131
    Nos siga no

    As últimas propostas do presidente dos EUA, Donald Trump, de introduzir tarifas protecionistas contra mais uma remessa de produtos chineses podem afetar muito a corporação norte-americana Apple que produz acessórios no gigante asiático, conforme o diário britânico Financial Times.

    Trata-se do segmento da empresa norte-americana que cresce mais rapidamente: o alto-falante HomePod, o relógio inteligente Apple Watch e o fone de ouvido sem fio AirPods. O preço de todos esses produtos pode aumentar se o presidente estadunidense decidir introduzir a tarifa de 10% nas exportações chinesas no valor de 200 bilhões de dólares (743 bilhões de reais).

    O jornal espera a mesma reação dos concorrentes da Apple — Google, Amazon, Sonos, Fitbit, cujos acessórios também vão sofrer as consequências do protecionismo do presidente norte-americano. O banco de investimentos Morgan Stanley, em uma análise, notou que são novas tarifas que representam o risco principal para a capitalização da companhia norte-americana no limiar da nova apresentação da Apple no fim de setembro de 2018.

    Analistas do mercado de smartphones e dispositivos Canalys ressaltam que para a Apple o mercado de acessórios é o principal, porque as vendas de computadores, notebooks e smartphones estão caindo, enquanto, por exemplo, as vendas do Apple Watch no segundo trimestre de 2018 aumentaram 30% em comparação com o mesmo período do ano passado quando foram vendidos 3,5 milhões de exemplares.

    De acordo com estatísticas aduaneiras, as exportações da China aos EUA equivalem a 505,5 bilhões de dólares (1,8 trilhão de reais), enquanto as importações corresponderam somente a 129,9 bilhões de dólares (482 bilhões de reais).

    Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou estar disposto a introduzir tarifas em todas as importações chinesas.

    Mais:

    3 fatores-chave que podem levar ao colapso do dólar
    Nova invenção da Apple torna iPhone 'amigo' ideal de espiões
    Venda massiva de títulos do Tesouro dos EUA: cenário apocalíptico para dólar
    Tags:
    exportações, importações, tarifas, impostos, guerra comercial, Amazon, Google, Apple, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar