00:31 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    A worker at the Dura oil refinery, on the southern outskirts of Baghdad, fills a barrel

    OPEP anuncia aumento de produção de petróleo

    © AFP 2018 / Karim SAHIB
    Economia
    URL curta
    240

    Países da OPEP e produtores de petróleo que não são membros da organização disseram que concordaram em compartilhar o aumento da produção de petróleo, afirma a AP.

    Na véspera, a OPEP anunciou que aumentaria a extração de petróleo, uma medida que ajudaria a conter o recente aumento nos preços globais de combustíveis.

    A Rússia e outros países produtores disseram após a reunião deste sábado (23) com a OPEP, em sua sede em Viena, que vão apoiar um aumento de 1 milhão de barris por dia, informou à imprensa o ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid Al-Falih.

    A OPEP disse em um comunicado que todos "decidiram que os países vão tentar aderir ao nível geral de conformidade, voluntariamente ajustado para 100%".

    A declaração não esclareceu como o aumento na produção seria dividido entre os países da OPEP e aqueles que não são membros.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, comemorou a decisão da organização e afirmando que "espera que a produção suba substancialmente", pois os preços precisam permanecer baixos.

    ​O aumento é uma vitória política da Arábia Saudita sobre o Irã dentro da organização, que se colocava contra a medida. Tanto Riade quanto Moscou vinham advogando pela implementação do aumento da produção com o objetivo de aliviar os preços.

    Apesar do anúncio, não seriam todos os países que teriam a capacidade de aumentar a produção, segundo teria afirmado o ministro do Petróleo da Nigéria, Emmanuel Ibe Kachikwu. Como o comunicado oficial não informa como esse aumento será alcançado, especula-se que os países com maior capacidade de produção possam compensar as lacunas deixadas pelos países com menores capacidade. O comunicado afirma que os países devem ter o compromisso de agirem em conjunto para que se alcance 100% do aumento estipulado.

    O comunicado oficial liberado pela OPEP à imprensa não fala especificamente do número de barris aumentados da produção, informado pelo saudita Al-Falih, porém aponta o comprometimento da OPEP em devolver  a produção para os patamares acordados em 2016. 

    O próximo encontro da organização está marcado para o dia 4 de dezembro de 2018.

    Mais:

    Venezuela diz que sanções dos EUA prejudicam a estabilidade do mercado de petróleo
    Exército líbio expulsa insurgentes dos portos exportadores de petróleo
    Confrontos na Líbia causam 'perdas catastróficas' de petróleo no país
    Jogo que russos e sauditas ganham: Moscou e Riad dão passo ao controle global do petróleo
    Tags:
    petróleo, OPEP, Donald Trump, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik