21:52 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente Donald Trump e seu homólogo chinês Xi Jinping durante um encontro (foto de arquivo)

    Nova guerra comercial entre EUA e China é questão de dias?

    © AP Photo / Alex Brandon
    Economia
    URL curta
    390

    Um grupo de representantes dos Departamentos do Comércio e do Tesouro, bem como o Escritório do Representante de Comércio dos EUA (USTR) planejam introduzir taxas de importação sobre os produtos chineses no valor de dezenas milhões de dólares. O FMI avisou que esses passos podem ter graves consequências para a economia mundial.

    Segundo o jornal The Wall Street Journal, a medida será aplicada a partir de 22 de junho, logo que seja aprovada pelo presidente dos EUA, Donald Trump. O jornal sublinha que a lista dos produtos ainda não está completa, embora informe que é possível que Trump se abstenha de adotar esta medida para não provocar um aumento das tensões entre as duas potências.

    Comentando essa decisão, a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, alertou que uma guerra comercial não terá vencedores e levará a "perdedores dos dois lados" e a consequências graves.

    "Não devemos subestimar o impacto macroeconômico. Isso será algo sério não apenas se os EUA adotarem essas medidas, mas especialmente se outros países decidirem retaliar, especialmente os que forem mais afetados, como o Canadá, a Europa e a Alemanha", avisou ela.

    A China, por sua vez, já reagiu à aprovação pelo presidente dos EUA de quotas de importação de mercadorias chinesas e prometeu uma resposta imediata se as novas tarifas de Trump causarem danos à China.

    Em 22 de março, Donald Trump anunciou o projeto de imposição de tarifas sobre mercadorias chinesas, tarifas que podem atingir 60 bilhões de dólares (R$ 228 bilhões).

    Em maio, os Estados Unidos e a China concordaram em adotar medidas efetivas para reduzir o déficit comercial dos EUA, o que implicará o aumento da importação de produtos norte-americanos por Pequim.

    Entretanto, no fim de maio, a Casa Branca informou que Washington planeja aplicar tarifas de 25% sobre os produtos tecnológicos importados da China, o que aumentaria o risco de uma nova guerra comercial entre os dois países.

    Mais:

    Mídia: Genro de Trump teria usado palavrões em briga com embaixador de Israel
    Tags:
    tarifas, Donald Trump, EUA, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar