08:52 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Criptomoedas (imagem referencial)

    Poderia criptomoeda substituir dólar em pagamentos mútuos entre países?

    CC0
    Economia
    URL curta
    240

    A criptomoeda poderia se tornar um meio de pagamento neutral entre vários países. Esta opinião foi expressa pelo deputado russo Sergei Kalashnikov no decorrer de uma conferência em Moscou. De acordo com ele, o mundo vive uma crise de pagamentos mútuos entre países. Nessa situação, as criptomoedas poderiam resolver a situação.

    Em meio aos debates quanto ao estatuto das criptomoedas na Rússia, o vice-presidente do Comitê do Conselho da Federação para a política econômica, Sergei Kalashnikov, acredita que a moeda digital pode ser utilizada dentro de comunidades regionais. O deputado citou como exemplo a Comunidade Econômica Eurasiática (CEEA), que integra a Rússia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Tajiquistão.

    "O mundo vive uma crise e um certo problema no que se refere aos pagamentos mútuos entre países. O melhor exemplo é o problema das transações na CEEA. Dentro da CEEA devemos utilizar uma determinada moeda. Que moeda seria? O dólar, como sempre? No que se refere a uma moeda nacional, o rublo, por exemplo – certos países não quereriam usá-lo por vários motivos, inclusive políticos. É preciso que seja uma moeda neutral e universal, não relacionada com algum país", assinalou Kalashnikov.

    "A meu ver, um determinado tipo de criptomoedas poderia se tornar a moeda para efetuar pagamentos mútuos, não somente dentro da CEEA, mas também de uma forma mais ampla", acrescentou o deputado, indicando que o uso do dólar como meio de pagamento universal liga os países que o usam ao sistema de reservas norte-americano. Além disso, segundo Kalashnikov, o uso de criptomoedas em pagamentos mútuos poderia representar uma forma mais democrática e objetiva.

    Vale destacar que outros países que antigamente colocavam restrições severas às moedas digitais também vêm mudando sua postura, como a China, por exemplo. Até o líder chinês, Xi Jinping, qualificou o blockchain como parte da nova revolução industrial. No momento, as autoridades chinesas estão tentando elaborar normas para regulamentar essa área.

    Muito em breve, o tratamento das moedas digitais no país vai mudar, assegurou em entrevista à Sputnik China um proeminente analista financeiro de Hong Kong, Juwan Lee.

    De acordo com ele, Xangai e Pequim ocupam o 5º lugar no mundo no que se refere ao desenvolvimento de soluções tecnológicas.

    "Eu acredito que o futuro do blockchain na China é bem favorável. No momento, os chineses estão tentando legitimar o mercado de criptomoedas […] Muitos pensavam que isso levaria menos tempo do que leva na realidade. Contudo, cedo ou tarde, essa questão será resolvida. Acho que o desenvolvimento do blockchain na China será forte. É que os melhores programadores vivem precisamente lá", assinalou o analista.

    Mais:

    Soros engana todo mundo outra vez e se prepara para investir em criptomoedas
    Criptomoedas são uma arma dos terroristas, diz chefe de segurança da Rússia
    Desafios novos e velhos: EUA e criptomoedas seriam maiores ameaças para economia mundial?
    Tags:
    criptomoedas, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik