15:39 12 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Ilha de Margarita, Venezuela

    Maduro declara ilha no norte da Venezuela como 1ª zona petro do país

    CC BY 2.0 / Jose ILIDIO Spinola / Hispera Isla Margarita ,Isla de Margarita ,Estado Nueva Esparta,Venezuela
    Economia
    URL curta
    1123

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro anunciou que a ilha de Margarita, no estado Nueva Esparta, será a primeira zona econômica especial do uso de criptomoeda petro.

    "Acabo de assinar um decreto para declarar toda a ilha de Margarita a zona econômica especial do uso do petro como moeda de compra e de câmbio […] a primeira zona petro do país", disse o chefe de Estado durante um ato de campanha realizado em Nueva Esparta, transmitido pelo canal estatal Venezolana de Televisión.

    Em março, Maduro anunciou a criação de quatro zonas econômicas para comercializar os bens e serviços em petro e outras criptomoedas, bem como a abertura de casas de câmbio.

    As outras áreas são: o arquipélago de Los Roques (norte), a península de Paraguaná no estado de Falcón (norte) e o eixo fronteiriço entre Ureña e San Antonio de Táchira (oeste).

    O petro foi impulsionado pelo presidente, a fim de evitar o bloqueio financeiro imposto pelos EUA e é garantido pelo preço do barril de petróleo bruto venezuelano.

    A criptomoeda é uma moeda virtual para trocar bens e serviços através de um sistema eletrônico e sem intermediários. Ao contrário do dinheiro eletrônico, incorpora princípios de criptografia que permitem transações seguras, anônimas e não controladas por nenhum Estado, banco ou instituição financeira, segundo a definição do CryptoCurrencyProfits.

    Mais:

    Venezuela inicia oferta pública da criptomoeda petro
    Estados Unidos proíbem movimentações financeiras com o petro, a criptomoeda venezuelana
    Plataforma russa ajudou Venezuela a lançar a criptomoeda Petro
    Tags:
    zona econômica exclusiva, câmbio, transações comerciais, moeda virtual, moeda, petro, ilha, Nicolás Maduro, Caracas, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik