09:15 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, junto ao logo da criptomoeda petro

    Venezuela encontra nova estratégia para vender sua criptomoeda a outros países

    © AFP 2018 / Federico Parra
    Economia
    URL curta
    5152

    A Venezuela propôs à Índia um desconto de 30% para as compras de petróleo bruto caso o país concordasse em usar o petro, a criptomoeda venezuelana, informa a mídia do país asiático.

    De acordo com a edição Business Standard, os representantes de departamentos para questões relativas à blockchain (cadeia de dados) da Venezuela teriam realizado uma visita à Índia em março.

    Já o chefe da bolsa indiana de criptomoedas Coinsecure, Mohit Kalra, disse ao jornal que os funcionários venezuelanos do Estado estão viajando por diversos países e fazendo propostas diferentes relacionadas com o petro.

    Para mais, o interlocutor da edição informou que a bolsa Coinsecure já está disposta a iniciar as vendas de criptomoedas venezuelanas.

    O Estado lançou sua própria criptomoeda, petro, em 20 de fevereiro. Os EUA às pressas informaram outros países sobre os riscos do uso do petro devido às sanções impostas contra Caracas. Já em março, o presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou sua intenção de restringir as operações realizadas através do petro.

    Deste modo, assinala o portal Coindesk, a Venezuela é obrigada a buscar por caminhos de integrar sua criptomoeda na economia mundial.

    Mais:

    'Cruz da morte': analistas preveem queda drástica do bitcoin (FOTO)
    Por que preço do bitcoin é tão instável?
    'Bitcoin é um ativo, não uma moeda': Israel estabelece nova taxação de criptomoedas
    Tags:
    petro, bolsa, criptomoeda, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik